Busca avançada
Ano de início
Entree

Resposta aguda e crônica do transporte mucociliar e da função autonômica de Pacientes com DPOC submetidos a um treinamento de força

Processo: 11/15303-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de maio de 2012
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Ercy Mara Cipulo Ramos
Beneficiário:Juliana Nicolino
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Treinamento de força   Depuração mucociliar   Doença pulmonar obstrutiva crônica   Variabilidade da frequência cardíaca   Pneumologia

Resumo

Introdução: A disfunção mucociliar é uma das manifestações clínicas presentes nos pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC). Além disso, há manifestações sistêmicas como a disfunção muscular esquelética que está associada à fadiga, dispnéia e intolerância ao exercício. Por isso, o treino de força torna-se um componente importante no processo de reabilitação pulmonar (RP). Em adição, exercícios estão associados ao aumento do nível de mediadores adrenérgicos e espera-se que o transporte mucociliar se altere durante ou após a atividade física, já que é conhecido que o estímulo autonômico influencia o clearance mucociliar. Objetivos: Avaliar e comparar de forma aguda e crônica a resposta do transporte mucociliar de indivíduos com DPOC frente a um protocolo de treino de força, além de investigar a participação do sistema nervoso autônomo (SNA) em tal resposta. Métodos: Pacientes com DPOC e indivíduos saudáveis serão avaliados quanto ao transporte mucociliar pelo tempo de transito de sacarina (TTS) e à atividade do sistema nervoso autônomo pela variabilidade da frequência cardíaca (VFC) antes e após um exercício de força bem como antes e após o protocolo de treino de força de 12 semanas. Análise estatística: O estudo das variáveis TTS e VFC será realizado pela técnica de análise de variância para o modelo de medidas repetidas em grupos independentes, complementada pelo teste de comparações múltiplas de Bonferroni ou Dunn. Correlações serão avaliadas por meio dos coeficientes de Pearson ou Spearman. A escolha dos testes dependerá da normalidade dos dados.O nível de significância utilizado será de p<0.05.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
NICOLINO, Juliana. Resposta do transporte mucociliar, função autonômica e força muscular de pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica submetidos a um treinamento resistido. 2014. 90 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências e Tecnologia..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.