Busca avançada
Ano de início
Entree

Compreensão e produção de sentenças em crianças com deficiência auditiva pré-lingual usuárias de implante coclear

Processo: 12/05696-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2012
Vigência (Término): 31 de agosto de 2014
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Experimental
Pesquisador responsável:Ana Claudia Moreira Almeida Verdu
Beneficiário:Anderson Jonas das Neves
Instituição-sede: Faculdade de Ciências (FC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Equivalência de estímulos   Implante da cóclea   Condicionamento (psicologia)

Resumo

A compreensão e produção oral de sentenças é uma competência lingüística importante para nossa comunidade verbal, sendo que possíveis dificuldades nesta comprometem as interações destes indivíduos com a sociedade. Embora haja muitas pesquisas sobre este tema em Educação Especial, em Psicologia e em Audiologia, estudos que analisam o aspecto gerativo do comportamento verbal de pessoas que apresentam privação auditiva antes da aquisição da linguagem (deficiência auditiva pré-lingual) e beneficiam-se com uso de implante coclear (IC) ainda são escassos na Análise do Comportamento, demandando pesquisas mais sistemáticas. Com implantados cocleares pré-linguais, observa-se aquisição de repertório receptivo comparado a de seus pares ouvintes, porém a literatura registra que o repertório expressivo não apresenta o mesmo ritmo. O presente projeto visa verificar se, a partir do fortalecimento da rede de relações em leitura por meio do procedimento de matching-to-sample por construção de resposta (CRMTS), pode-se obter maior precisão na nomeação de sentenças, ou seja, com maior correspondência pontual com as convenções estabelecidas pela comunidade verbal. Quatro crianças com deficiência auditiva pré-lingual usuárias de implante coclear, leitoras e com baixo desempenho na produção oral de sentenças receberão ensino das seguintes relações condicionais: seleção de figura após sentença ditada (AB), composição da sentença escrita após sentença ditada (AE) e composição da sentença escrita após o modelo composto pela sentença ditada e sentença escrita (AC-E). Será verificado se estas condições são suficientes para precisão na nomeação das figuras de ações humanas (BD) e se demonstrará generalização recombinativa entre as unidades mínimas. A presente proposta promoverá a ampliação dos conhecimentos acerca das relações entre a linguagem receptiva e expressiva de implantados pré-linguais e a avaliação criteriosa dos manejos para o ensino destes repertórios.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Mestrando é premiado em Congresso Internacional de Surdez 

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DAS NEVES, ANDERSON JONAS; MOREIRA ALMEIDA-VERDU, ANA CLAUDIA; ALVES DE ASSIS, GRAUBEN JOSE; DO NASCIMENTO SILVA, LEANDRA TABANEZ; MORTARI MORET, ADRIANE LIMA. Improving oral sentence production in children with cochlear implants: effects of equivalence-based instruction and matrix training. PSICOLOGIA-REFLEXAO E CRITICA, v. 31, JUN 22 2018. Citações Web of Science: 1.
ANDERSON JONAS DAS NEVES; ANA CLAUDIA MOREIRA ALMEIDA VERDU; ADRIANE DE LIMA MORTARIMORET; LEANDRA TABANEZ DO NASCIMENTO SILVA. As implicações do implante coclear para desenvolvimento das habilidades de linguagem: uma revisão da literatura. Revista CEFAC, v. 17, n. 5, p. 1643-1656, Out. 2015.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
NEVES, Anderson Jonas das. Compreensão e produção oral de sentenças em crianças com deficiência auditiva pré-lingual usuárias de implante coclear. 2014. 160 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista (Unesp) Faculdade de Ciências.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.