Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel dos ácidos graxos de cadeia curta na glomeruloesclerose segmentar e focal experimental

Processo: 12/15205-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de outubro de 2012
Vigência (Término): 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Niels Olsen Saraiva Câmara
Beneficiário:Raphael Jose Ferreira Felizardo
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/02270-2 - Novos mecanismos celulares, moleculares e imunológicos das lesões renais agudas e crônicas: busca por novas estratégias terapêuticas, AP.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):14/13135-4 - O papel dos receptores sensíveis a metabólitos (GPR41, GPR43 e GPR109A) e das vias epigenéticas para a progressão de nefropatias, BE.EP.DD
Assunto(s):Nefropatias   Proteinuria

Resumo

A glomeruloesclerose segmentar e focal (GESF) é uma das principais causas de doença renal crônica que vêm ganhando importância devido ao seu elevado índice de prevalência. É uma doença caracterizada por proteinúria e achados histopatológicos como colapso vascular, esclerose mesangial e deterioração progressiva glomerular. Sua principal característica é a retração dos processos podais das células epiteliais viscerais dos glomérulos (podócitos). A ação de ácidos graxos de cadeia curta (AGCC) como potentes agentes anti-inflamatórios e antifibróticos em diversos órgãos e tecidos vem sendo descrita, mas pouco se sabe sobre seu efeito na progressão de doenças renais. AGCC são produzidos pela microbiota intestinal por meio da fermentação de carboidratos alimentares não digeridos pelo intestino delgado e proteínas endógenas advindas da dieta. A hipótese desse trabalho remete-se ao potencial dos AGCC na modulação do processo inflamatório desencadeado na GESF. Com isso visamos avaliar os marcadores clássicos da doença como os danos podocitários e inflamatórios, além de avaliar dados epigenéticos ainda pouco explorados nas nefropatias. A GESF experimental mimetiza os sinais clássicos da doença humana, e neste trabalho será induzida em camundongos Balb/c através da administração do quimioterápico Adriamicina (ADM). Os animais serão posteriormente tratados com AGCC, com vias a avaliar suas propriedades anti-inflamatórias. Resultados preliminares mostram que o tratamento inicial com AGCC em camundongos Balb/c submetidos a GESF reduz a proteinúria e a albuminúria nestes animais comparando-os com aqueles somente tratados com ADM. A expressão de moléculas relacionadas aos podócitos foram significantemente restabelecida nos animais tratados e os mesmos apresentaram diminuição de expressão de moléculas pró-fibróticas. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FELIZARDO, R. J. F.; WATANABE, I. K. M.; DARDI, PATRIZIA; ROSSONI, L. V.; CAMARA, N. O. S. The interplay among gut microbiota, hypertension and kidney diseases: The role of short-chain fatty acids. PHARMACOLOGICAL RESEARCH, v. 141, p. 366-377, MAR 2019. Citações Web of Science: 3.
FERREIRA FELIZARDO, RAPHAEL JOSE; CASTOLDI, ANGELA; ANDRADE-OLIVEIRA, VINICIUS; SARAIVA CAMARA, NIELS OLSEN. The microbiota and chronic kidney diseases: a double-edged sword. CLINICAL & TRANSLATIONAL IMMUNOLOGY, v. 5, JUN 2016. Citações Web of Science: 20.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.