Busca avançada
Ano de início
Entree

Distinção de extratos hidroalcoólicos de madeiras e acompanhamento dos estágios de envelhecimento empregando sensores de gases, cromatografia em fase gasosa (GC-MS) e análise multivariada

Processo: 12/15539-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2012
Vigência (Término): 31 de outubro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Douglas Wagner Franco
Beneficiário:Alexandre Ataide da Silva
Instituição-sede: Instituto de Química de São Carlos (IQSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Madeira   Bebidas   Nariz eletrônico   Cromatografia a gás

Resumo

Atualmente a identificação de madeiras é realizada de forma visual considerando a morfologia da planta e consulta a xilotecas. Dentro do âmbito de bebidas envelhecidas, o processo de envelhecimento em tonéis de madeiras é considerado a lapidação das bebidas destiladas. A diversidade de madeiras encontradas no Brasil sugere um grande potencial a ser explorado, visando à obtenção de bebidas de qualidade, com boa aceitação sensorial e que não tragam danos à saúde do consumidor. Nos últimos anos, tem-se desenvolvido metodologias baseadas em dados espectroscópicos que visam de modo rápido, barato e acessível, identificar as espécies de madeiras utilizadas no envelhecimento de bebidas. O desenvolvimento de sensores de gases, "narizes eletrônicos" é tema que desperta interesse devido à fácil aplicação, portabilidade e baixo custo, embora um ponto que ainda deve ser melhor explorado diz respeito à identificação e à caracterização da composição química da fração volátil responsável pelas respostas dos sensores. A literatura descreve sensores de gases baseados em diferentes materiais. O uso de sensores de gases baseados em polímeros condutores tem mostrado grande potencial na aplicação de diferentes matrizes. O presente projeto propõe-se a dar continuidade a estudos já iniciados utilizando polímeros condutores do tipo PPX e PPV e a desenvolver novos sensores de gases preparados à base de líquidos iônicos e biopolímeros (gelatina, ágar-ágar) e sua aplicação na identificação de extratos de 7 diferentes madeiras como também caracterizar a fração volátil destes extratos através do uso de técnicas cromatográficas (purge and trap e GC/MS ). Também durante a execução do presente projeto propõe-se acompanhar os diferentes estágios envelhecimento dos extratos hidroalcoólicos com foco especial na sua composição química. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Una nariz electrónica identifica maderas y puede combatir la extracción ilegal 
Nariz eletrônico identifica madeiras e pode ajudar no combate à extração ilegal 
Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre a bolsa::
Identificação pelo cheiro