Busca avançada
Ano de início
Entree

Translatio imperii : o fim dos séculos de ouro ibéricos e a gestação da monarquia do rei-Sol (1615-1661)

Processo: 12/23154-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2013
Vigência (Término): 31 de agosto de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História Moderna e Contemporânea
Pesquisador responsável:Paulo Celso Miceli
Beneficiário:Mariana Osue Ide Sales
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/12766-0 - Translatio imperii: o fim dos séculos de ouro ibéricos e a gestação da monarquia do Rei-Sol, BE.EP.PD
Assunto(s):História moderna

Resumo

O projeto tem dois objetivos principais: fazer uma reflexão meta-histórica sobre os conhecimentos relativos ao império português e seus possíveis usos para a construção da ação política franco-lusitana no século XVII. Publicar fontes inéditas relativas ao império português.O projeto será desenvolvido no âmbito dos estudos de Cultura política e buscará entender principalmente o lugar do conhecimento histórico no delineamento da ação diplomática, durante a regência de Ana de Áustria e do ministério de Jules Mazarin (1643-1661). Analisaremos como as informações disponíveis a eles, seus conselheiros e diplomatas, a respeito do passado comum franco-ibérico podem ter influenciado a composição da política externa com os impérios espanhol e principalmente português, entendida no sentido amplo, que implica também na compreensão do interesse pelo Norte e Nordeste do Brasil no século XVII, época marcada pelas tentativas de formação da França equinocial.Para estudar estas questões, privilegiamos a análise da biblioteca do ministro, a mais extensa e também a primeira biblioteca pública da França, e uma das mais importantes da Europa no século XVII. Esta via de investigação da política do cardeal e de Ana de Áustria se justifica pois os diplomatas, conhecendo a bibliofilia de Mazarin, ofereciam-lhe livros raros e preciosos, manuscritos e impressos, com o objetivo de fazer avançar as negociações das quais estavam encarregados. Assim, os livros foram um meio explícito de propaganda política. Simultaneamente à pesquisa, constituiremos o corpus das fontes lusófonas da biblioteca e publicaremos algumas peças manuscritas inéditas relativas ao Brasil, com o intuito de incentivar futuros estudos sobre o interesse dos franceses pelo Brasil durante as décadas de 1640 e 1650.