Busca avançada
Ano de início
Entree

Integração morfológica no crânio de Lemuriformes (Primates: Strepsirrhini)

Processo: 13/06577-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 2013
Vigência (Término): 31 de julho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Quantitativa
Pesquisador responsável:Gabriel Henrique Marroig Zambonato
Beneficiário:Anna Paula Casselli Penna
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/14295-7 - Modularidade e suas consequências evolutivas, AP.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):14/15116-7 - Morfologia do crânio de Lemuriformes (Primates: Strepsirrhini), BE.EP.MS
Assunto(s):Deriva genética

Resumo

Integração e Modularidade são conceitos intimamente ligados que tentam capturar a essência da tensão entre coordenação e independência das partes componentes de um sistema complexo. Eles podem ser explorados dentro do contexto da biologia evolutiva pela análise da correlação e covariância de traços múltiplos. Enquanto integração se refere a coesão entre caracteres (resultado de interações em processos biológicos), modularidade é um conceito que se refere ao padrão de conexão entre elementos, onde traços que compõe um módulo estão mais relacionados entre si que com outros fora dele. Diferenças na magnitude e padrão de integração entre caracteres fenotípicos apresentam um papel importante na determinação do padrão de diversificação evolutiva, facilitando ou restringindo o desenvolvimento de complexos morfológicos, o que pode afetar os padrões macroevolutivos de uma linhagem. A teoria da genética quantitativa apresenta expectativas evolutivas quanto a diversificação morfológicaO presente projeto pretende estimar Matrizes de V/CV fenotípica afim de descrever o padrão e magnitude de integração morfológica craniana em uma linhagem de Strepsirrhini (subordem correspondente a um terço da diversidade de gêneros de primatas). Além disso, a partir do arcabouço teórico da genética quantitativa, se propõe a investigar os processos evolutivos de diversificação morfológica, testando a Hipótese nula de que o processo de Deriva Genética foi responsável pela diversificação nos genera da infraordem endêmica da Ilha de Madagascar, os Lemuriformes.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PENNA, ANNA; MELO, DIOGO; BERNARDI, SANDRA; OYARZABAL, MARIA INES; MARROIG, GABRIEL. The evolution of phenotypic integration: How directional selection reshapes covariation in mice. Evolution, v. 71, n. 10, p. 2370-2380, OCT 2017. Citações Web of Science: 4.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
Evolução morfológica no crânio de Lemuriformes (Primates:Strepsirrhini). 2016. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Biociências São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.