Busca avançada
Ano de início
Entree

Envolvimento da histamina neural no desamparo aprendido, memória aversiva e neurogênese pós-natal de camundongos

Processo: 13/10761-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2013
Vigência (Término): 31 de agosto de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Fisiológica
Pesquisador responsável:Rosana Mattioli
Beneficiário:Fernanda Daher Pitta
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/18795-2 - Efeitos da eritropoetina e de sua nova variante sobre o déficit cognitivo e a neurodegeneração hipocampal em modelo animal transgênico da Doença de Alzheimer, BE.EP.DR
Assunto(s):Desamparo aprendido   Proteínas proto-oncogênicas c-fos   Neurogênese   Memória emocional   Estresse crônico   Psicobiologia

Resumo

Este trabalho investigará a influência da histamina neural sobre o desamparo aprendido,memória emocional e neurogênese de camundongos. Para tanto, os animais serãosubmetidos ao esquema de estresse crônico imprevisível (ECI) durante 7 dias. Nesseperíodo, os animais tratados receberão injeções sistêmicas de Imipramina (10 mg/kg) ouL-histidina (200 e 500 mg/kg) em volume de 2 ml/kg. Após as sessões com estressores,serão realizados testes na Caixa de Esquiva Ativa (choques nas patas de 0,4 mA, 10 s deduração). O procedimento na caixa consiste na aplicação de 30 choques escapáveissinalizados por uma luz (20 s). Os choques serão interrompidos ou evitados quando oanimal cruzar em direção ao compartimento oposto aquele em que o choque foiapresentado. A memória ligada ao medo e o desamparo serão avaliados emcamundongos submetidos a treinos 24 h antes e teste 24 h depois do ECI na caixa; ocomponente de desamparo será analisado em animais levados diretamente ao ECI e, 24hapós, testados na caixa. As medidas avaliadas serão: latência para emissão da resposta, otipo de resposta (esquiva, fuga ou falha) e o total de transições. Ao final, serão formados14 grupos experimentais relacionando as condições estresse/não estresse, sessões nashuttle-box e tratamento farmacológico. Após o ECI e os testes na caixa, será analisadaa expressão de c-Fos no encéfalo desses animais, além de imunohistoquímica paraavaliar a influência da combinação ECI e tratamento sobre a neurogênese. A estatísticaincluirá o teste de Levene para verificar homogeneidade de variância e ANOVA,seguida por post-hoc adequado ao desenho experimental.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)