Busca avançada
Ano de início
Entree

Otimização da mistura de solventes para extração de compostos fenólicos com atividade antioxidante e antiproliferativa das folhas de Eugenia punicifolia (Kunth) DC por aplicação do delineamento simplex-centroide

Processo: 14/19504-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2014
Vigência (Término): 31 de julho de 2015
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Tecnologia Química
Pesquisador responsável:Catarina dos Santos
Beneficiário:Andressa Lie Mizobuchi
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Assunto(s):Biotecnologia   Antioxidantes   Compostos fenólicos   Proliferação celular   Solventes   Myrtaceae   Delineamento experimental   Testes de toxicidade   Análise colorimétrica

Resumo

Os compostos fenólicos oriundos de plantas são amplamente utilizados para aplicação terapêutica. Destacam-se os que possuem atividade antioxidante por reduzirem danos relacionados ao envelhecimento e à gênese de doenças. Em relação à Eugenia punicifolia (Myrtaceae), conhece-se sua ação anti-inflamatória, o efeito sobre a neurotransmissão nicotínico-colinérgica e o uso para o tratamento de diabetes. Para uma melhor extração e possível potencialização dos compostos relacionados a estas atividades biológicas é comum a utilização de planejamentos estatísticos de misturas de solventes. Por este motivo, neste projeto será feita a otimização de uma mistura dos solventes metanol, etanol e água para a obtenção de extratos das folhas de E. punicifolia ricos em compostos fenólicos e/ou flavonoídicos, com uma maior atividade antioxidante e atividade antiproliferativa possível. O planejamento das misturas de solventes será feito de acordo com o delineamento simplex-centroide. Os extratos serão analisados para o teor de fenóis totais com o reagente de Folin-Ciocalteau, flavonoides totais com cloreto de alumínio e atividade antioxidante pelo método de sequestro de radicais DPPH (2,2-difenil-1-picrilidrazila). Os ensaios de toxicidade e proliferação celular serão desenvolvidos por meio de método colorimétrico na presença de MTT 3-(4,5-Dimetiltiazol-2-ila)-2,5-Difenil Brometo de Tetrazoilium contra de três tipos celulares: MCF-7 (câncer de mama humano), HL60 (linhagem promielocítica humana) e leucócitos mononucleares do sangue periférico humano.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DOS SANTOS, CATARINA; MIZOBUCCHI, ANDRESSA LIE; ESCARAMBONI, BRUNA; LOPES, BRUNO PEREIRA; FIGUEIREDO ANGOLINI, CELIO FERNANDO; EBERLIN, MARCOS NOGUEIRA; DE TOLEDO, KARINA ALVES; FERNANDEZ NUNEZ, EUTIMIO GUSTAVO. Optimization of Eugenia punicifolia (Kunth) D. C. leaf extraction using a simplex centroid design focused on extracting phenolics with antioxidant and antiproliferative activities. BMC CHEMISTRY, v. 14, n. 1 APR 27 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.