Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos a curto e longo prazo da prática do vôlei na distância acromio-umeral

Processo: 14/26412-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 10 de junho de 2015
Vigência (Término): 23 de maio de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Paula Rezende Camargo
Beneficiário:Fernanda Assis Paes Habechian Zamunér
Supervisor no Exterior: Ann Cools
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Local de pesquisa : Ghent University (UGent), Bélgica  
Vinculado à bolsa:13/19711-4 - Adaptações e aspectos biomecânicos da prática da natação no complexo do ombro em crianças e adolescentes, BP.DR
Assunto(s):Atletas   Biomecânica   Ombro

Resumo

Atletas overhead, incluindo jogadores de voleibol, costumam apresentar dor crônica no ombro, sendo as lesões do maguito rotador uma das principais causas desta dor. O impacto subacromial pode ser o responsável pelo desenvolvimento de alterações do manguito rotador sendo que isso já está sendo associado com a fadiga dos músculos do complexo do ombro. Este impacto pode ocorrer quando o espaço subacromial encontra-se reduzido, tornando-se inadequado para a passagem dos tendões do manguito rotador. Dessa forma, considera-se importante analisar o impacto da fadiga dos músculos do complexo do ombro na distância acromioumeral em jogadores de voleibol. Assim, o objetivo do presente estudo será analisar a influência da fadiga na distância acromioumeral em jogadores de voleibol de 3 diferentes níveis, entre 18 e 30 anos. A medida da distância acromioumeral será realizada no início e ao final de uma sessão de treino de voleibol. A medida também será feita no início de um período de competição e ao final (após 8 meses). A distância acromioumeral será mensurada através de um ultrassom (Colormaster 128 EXT-IZ device) a 0°, 45° e 60° de abdução do ombro, sendo que ela será definida como a distância tangencial da parte mais lateral do acrômio para a cabeça do úmero. A normalidade dos dados será testada para definir o melhor teste estatístico a ser realizado, considerando como nível de significância 5%. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
HABECHIAN, FERNANDA A. P.; VAN MALDEREN, KIM; CAMARGO, PAULA R.; COOLS, ANN M. Changes in shoulder girdle strength in 3 consecutive years in elite adolescent swimmers: a longitudinal cohort study. BRAZILIAN JOURNAL OF PHYSICAL THERAPY, v. 22, n. 3, p. 238-247, MAY-JUN 2018. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.