Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel da L-glutamina na proteção da morte celular programada em Trypanosoma cruzi e Trypanosoma brucei

Processo: 15/09039-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2015
Vigência (Término): 31 de outubro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Protozoologia de Parasitos
Pesquisador responsável:Ariel Mariano Silber
Beneficiário:Flávia Silva Damasceno
Supervisor no Exterior: Michael Duszenko
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Eberhard Karls Universität Tübingen, Alemanha  
Vinculado à bolsa:13/09851-3 - Rol da glutamina sintetase na biologia do Trypanosoma Cruzi, e perspectivas como um possível alvo terapêutico, BP.DR
Assunto(s):Necrose   Glutamina   Apoptose   Autofagia   Trypanosoma

Resumo

Trypanosoma cruzi e Trypanosoma brucei são agentes causadores da doença de Chagas e doença do sono, respectivamente. Ambos são capazes de catabolizar aminoácidos, que estão envolvidos em importantes processos metabólicos. Durante o ciclo de vida, os parasitas adaptam seu metabolismo à disponibilidade de nutrientes nos diferentes ambientes pelos quais passam durante o ciclo de vida. Já foi descrita a participação de aminoácidos em diferentes processos biológicos, como osmorregulação, resistência a diferentes tipos de estresse (metabólico, térmico e oxidativo), diferenciação e proliferação. Em meu atual trabalho de doutorado temos demonstrado que o aminoácido L-glutamina participa de processos biológicos importantes para o parasita, como: diferenciação, infectividade, ciclo intracelular, proliferação e metabolismo energético. Com esses resultados consideramos importante avaliar se a glutamina desempenha o mesmo papel em Trypanosoma brucei, visto que a similaridade entre as duas sequencias é de 72% e os domínios são conservados. Como também avaliar a participação da glutamina na proteção contra morte celular programada em ambos os organismos. Visto que os parasitas passam por estresse nutricional durante o ciclo de vida, sendo este um fator de indução de autofagia e reciclagem de nutrientes em diversas células. Já foi demonstrado que a autofagia é importante para a sobrevivência do T. cruzi durante estresse metabólico e diferenciação. Se o estresse metabólico for contínuo pode desencadear apoptose e autofagia simultaneamente e resultar em morte celular programada. Nesse projeto estamos propondo investigar a participação da L-glutamina e da enzima glutamina sintetase em T. cruzi e T. brucei e avaliar a sua participação na proteção da morte celular programada associada a estresse metabólico em ambos os parasitas. Além de avaliar a importância da glutamina em T. brucei usando RNAi contra a enzima glutamina sintetase. Estes resultados poderão ser de grande relevância para o entendimento do papel da glutamina em processos biológicos importantes para os tripanosomas. Além do mais poderão apontar novos caminhos para melhores alvos terapêuticos na luta contra a doença do sono e a doença de Chagas. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.