Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do papel da microbiota intestinal na modulação da pressão arterial em roedores: a ação do ácido sulfídrico (H2S) e dos ácidos graxos de cadeia curta

Processo: 16/04723-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2016
Vigência (Término): 31 de maio de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Mario Jose Abdalla Saad
Beneficiário:Carla Grazielle Bueno Silva
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07607-8 - CMPO - Centro Multidisciplinar de Pesquisa em Obesidade e Doenças Associadas, AP.CEPID
Bolsa(s) vinculada(s):16/10807-7 - A influência da microbiota intestinal na modulação da pressão arterial, BE.EP.DR
Assunto(s):Hipertensão   Microbioma gastrointestinal

Resumo

A Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) é um grande desafio da saúde pública mundialmente, pois contribui com as taxas de mortalidade e morbidade relacionadas à insuficiência cardíaca, acidente vascular cerebral isquêmico, doença renal, aterosclerose e hipertrofia cardíaca. Sabe-se que a fisiopatologia da HAS envolve uma variedade de órgãos e sistemas. Pesquisas recentes indicam que a microbiota também pode exercer um papel crítico na manutenção da pressão arterial (PA). Nesse sentido, este trabalho tem como objetivo analisar a associação entre HAS e a microbiota intestinal em diversos modelos experimentais, levando em consideração fatores genéticos, ambientais e alimentares que influenciam profundamente tanto a microbiota intestinal como a PA. O presente estudo levanta duas hipóteses de possíveis mecanismos de modulação bacteriana da PA: Primeiro, o papel dos ácidos graxos de cadeia curta (AGCC), ligantes de receptores acoplados à proteína G OlfR78 e GPR43 relacionados direta e indiretamente à modulação da pressão arterial. A segunda hipótese leva em consideração a produção bacteriana de H2S e seu possível efeito vasodilatador sobre as artérias eferentes do hospedeiro.