Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção de ácido lático a partir de hidrolisado lignocelulósico utilizando fermentação com reciclo de células de Bacillus coagulans

Processo: 16/14830-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2017
Vigência (Término): 30 de novembro de 2017
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Processos Industriais de Engenharia Química
Pesquisador responsável:Rubens Maciel Filho
Beneficiário:Regiane Alves de Oliveira
Supervisor no Exterior: Joachim Venus
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Química (FEQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : Leibniz Institute for Agricultural Engineering and Bioeconomy, Alemanha  
Vinculado à bolsa:13/26290-5 - Otimização e produção de ácido lático a partir de cana-de-açúcar, BP.DD
Assunto(s):Ácido láctico   Fermentação lática   Produção de substâncias, produtos e materiais

Resumo

O ácido lático é uma molécula que pode ser produzida através de fermentação e é utilizada pelas indústrias alimentícias, farmacêuticas, médicas e químicas. Além disso, tem emergido como um potencial composto químico utilizado na síntese de plásticos renováveis e biodegradáveis como o ácido poli-lático, incluindo sua utilização na indústria médica e como um possível precursor de outras moléculas químicas de alto valor agregado. Entretanto, a utilização do ácido lático em escala industrial ainda é limitada devido ao seu alto custo de produção quando comparado aos produtos petroquímicos. Com o intuito de tornar o processo de fermentação para a produção de ácido lático economicamente viável e competitivo com outros produtos, é necessário manter os custos baixos, o que está ligado tanto ao desempenho do processo quanto aos custos da matéria prima utilizada. Deste modo, fontes de carbono como os materiais lignocelulósicos podem ser bastante promissores, uma vez que não competem com o abastecimento de alimentos e são diretamente ligados ao aumento de interesse na utilização resíduos, o qual tem se mostrado um assunto de bastante relevante em relação a legislação ambiental e a preocupação com o meio ambiente. Além disso, materiais lignocelulósicos são relativamente baratos, abundantes e renováveis. Isso tem motivado a indústria a considerar esses resíduos como uma fonte de carbono interessante para a produção de diversos materiais (produtos de segunda geração). Neste sentido, o objetivo deste estudo é otimizar a produção de ácido lático de segunda geração através da utilização de um material lignocelulósico hidrolisado (polpa de beterraba como material modelo), utilizando o microrganismo Bacillus coagulans. Acredita-se que esta investigação proverá um importante conhecimento para a aplicação de outros materiais como o bagaço de cana de açúcar na produção de ácido lático-2G. (AU)