Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos multi-escala da quantidade de habitat e heterogeneidade da paisagem sobre comunidade de abelhas

Processo: 16/22175-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2017
Vigência (Término): 30 de setembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Carlos Alberto Garofalo
Beneficiário:Paula Carolina Montagnana
Supervisor no Exterior: Jordi Bosch
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universitat Autònoma de Barcelona (UAB), Espanha  
Vinculado à bolsa:15/06728-1 - Efeitos multi-escala da quantidade de habitat e heterogeneidade da paisagem sobre comunidade de abelhas, BP.DR
Assunto(s):Ecologia de comunidades   Ecologia da paisagem   Interações hospedeiro-parasita   Mata Atlântica

Resumo

Este é o plano de trabalho da aluna de doutorado Paula Carolina Montagnana, do Laboratório de Ecologia e Evolução de Abelhas e Vespas, da USP de Ribeirão Preto, Processo Fapesp número 2015/06728-1. O estágio no exterior será desenvolvido no Centro de Pesquisa Ecológica e Aplicação Florestal (CREAF), Barcelona, Espanha, sob a supervisão do professor Jordi Bosch. A motivação para a realização desse estágio é a de aperfeiçoar o presente projeto de doutorado e investigar como as redes de interação hospedeiro-parasita respondem à estrutura da paisagem. Mais especificamente, eu investigarei como a porcentagem de vegetação florestal e a heterogeneidade da paisagem em análise multiescala afetam as redes de interação hospedeiro-parasita em paisagens tropicais fragmentadas. Eu também pretendo investigar a existência de um limiar de perda de diversidade em comunidades de abelhas e vespas solitárias. Os dados coletados em 30 paisagens amostradas entre os meses de setembro de 2015 e março de 2016 e entre os meses de setembro de 2016 e março de 2017 no Corredor Cantareira-Mantiqueira, estado de São Paulo, Brasil, será utilizado para construir as redes de interações hospedeiro-parasita. Essas redes serão avaliadas utilizando as métricas especialização ecológica, aninhamento ponderado e modularidade. A relação entre as métricas de redes ecológicas e a estrutura da paisagem será analizada utilizando modelos lineares univariados e bivariados ou modelos de regressão não linear. Os melhores modelos para explicar os padrões encontrados serão avaliados através de uma abordagem de comparação de múltiplas hipóteses. Entender como a estrutura da paisagem pode afetar as redes de interações hospedeiro-parasita produzirá conhecimentos valiosos sobre os efeitos de alterações antrópicas não somente sobre a perda de espécies, mas também sobre a perda de interações, às quais tendem a serem perdidas primeiro. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.