Busca avançada
Ano de início
Entree

Gamificação aplicada à redução do estigma direcionado a estudantes com Transtorno do Espectro do Autismo no ensino regular

Processo: 16/14845-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2017
Vigência (Término): 31 de março de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Tópicos Específicos de Educação
Pesquisador responsável:Nassim Chamel Elias
Beneficiário:Izadora Ribeiro Perkoski
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Transtorno autístico   Inclusão   Ludificação   Educação especial

Resumo

O presente projeto mantém o objetivo de criar uma ferramenta de intervenção baseada em evidências, avaliada de forma empírica em sua efetividade e na generalização dos resultados, que tenha caráter lúdico, envolvente e mantenha alto o engajamento dos participantes. Devido a resultados preliminares de revisão sistemática conduzida na literatura, optou-se por substituir o desenvolvimento de um software pelo planejamento de uma contingência de interação que promova ensino de habilidades de relacionamento das crianças com desenvolvimento típico com as crianças com TEA. O uso de gamificação permite que o ambiente de ensino tenha maior similaridade com o ambiente real no qual essas interações ocorrerão naturalmente. O uso da gamificação de forma mais ampla também permite o desenvolvimento de novos procedimentos para o planejamento deste tipo de intervenção, caracterizando boa possibilidade de inovação tecnológica. Para o desenvolvimento dessa proposta, será elaborada uma tese composta de cinco artigos: o primeiro é uma operacionalização comportamental do conceito de estigma, utilizando revisão sistemática e análise conceitual. O segundo é uma revisão sistemática dos procedimentos de ensino mais frequentemente adotados para reduzir o estigma direcionado a estudantes com transtornos do neurodesenvolvimento. O terceiro é a definição dos objetivos de ensino da ferramenta de intervenção, com base nos procedimentos comportamentais de definição e decomposição de comportamentos-alvo. O quarto é a descrição do procedimento de desenvolvimento da ferramenta e avaliação do piloto. O último artigo é o relato dos resultados da avaliação empírica da ferramenta, usando delineamento de sujeito único, em ambiente natural (escola com turmas inclusivas). Para a qualificação serão apresentados os quatro primeiros artigos.