Busca avançada
Ano de início
Entree

IGFBP7 e resistência a dexametasona na Leucemia Linfoide Aguda

Processo: 17/03239-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2017
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:José Andrés Yunes
Beneficiário:Leonardo Luís Artico
Instituição-sede: Centro Infantil de Investigações Hematológicas Dr Domingos A Boldrini (CIB). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Leucemia   Oncologia

Resumo

A Leucemia Linfoide Aguda (LLA) é o principal câncer em crianças. Diversos trabalhos mostram que as interações entre blastos leucêmicos e células estromais da medula óssea (MO) contribuem para resistência da LLA à quimioterapia. Em trabalho anterior, verificamos que células leucêmicas secretam diversas proteínas, entre elas a IGFBP7, que juntamente com seus ligantes (insulina, IGF-1 e IGF-2) estimulam células do estroma da MO a produzirem asparagina, criando uma dinâmica contrária a ação da L-asparaginase (medicamento quimioterápico utilizado no tratamento da LLA). Todavia, resultados preliminares nos levam a crer que a IGFBP7 possa estar atuando de forma autocrina e independente do estroma, na promoção da resistência da LLA aos quimioterápicos. O IGFBP7 foi inicialmente descrito como fator de adesão, capaz de interagir com componentes da matriz extracelular. Posteriormente verificou-se interação do IGFBP7 com integrinas. As integrinas participam da resistência a drogas na LLA, de forma que a ativação de integrinas pode ser um dos mecanismos de resistência desencadeado pelo IGFBP7. Partindo de resultados preliminares, este projeto propõe caracterizar o mecanismo pelo qual IGFBP7 promove resistência à dexametasona em células leucêmicas. Mais especificamente, pretende-se submeter células de LLA à presença ou ausência de IGFBP7, para então: (1) identificar "gene sets" alterados, (2) verificar ativação das vias de transdução de sinal de insulina/IGFs e integrinas (AKT, ERK, IRS, FAK, src), (3) avaliar a translocação nuclear do receptor de glicocorticoides (GR) e (4) verificar se a neutralização ou o silenciamento da integrina B1 interfere na proliferação e resistência à dexametasona dependentes de IGFBP7. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CURY, NATHALIA MORENO; CAPITAO, REBECA MONIQUE; BORGES DE ALMEIDA, RENAN DO CANTO; ARTICO, LEONARDO LUIS; CORREA, JULIANA RONCHI; SIMAO DOS SANTOS, ERIC FRANCISCO; YUNES, JOSE ANDRES; DUARTE CORREIA, CARLOS ROQUE. Synthesis and evaluation of 2-carboxy indole derivatives as potent and selective anti-leukemic agents. EUROPEAN JOURNAL OF MEDICINAL CHEMISTRY, v. 181, NOV 1 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.