Busca avançada
Ano de início
Entree

O controle postural de idosos após um programa de prevenção de quedas com estimulação cognitiva e educação em saúde: uso da realidade virtual

Processo: 17/00521-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2017
Vigência (Término): 30 de novembro de 2018
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Karina Gramani Say
Beneficiário:Anna Julya Viana
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Idosos   Saúde do idoso   Envelhecimento   Controle postural   Cognição   Acidentes por quedas   Prevenção de acidentes   Realidade virtual   Educação em saúde

Resumo

Nas últimas décadas, o envelhecimento populacional tem se mostrado um fenômeno mundial. Desse modo, novas demandas passaram a surgir em relação a população com 60 anos ou mais no Brasil. Decorrente desse processo, inúmeros declínios físicos e cognitivos acometem essa faixa populacional e assim, aumentam consideravelmente o risco de quedas e lesões em consequência dessas. Portanto, a criação de um programa de prevenção de quedas para idosos, visando tanto aspectos físicos como aspectos cognitivos se faz necessário. OBJETIVO: Analisar o controle postural dos idosos participantes de um programa de prevenção de quedas com estimulação cognitiva e educação em saúde na cidade de São Carlos- SP, utilizando-se de Realidade Virtual como método avaliativo. MÉTODOS: Os participantes do programa de prevenção de quedas serão divididos em dois grupos intervenção cognitiva (GIC) e grupo controle com educação em saúde (GCES), sendo os de intervenção ofertados atividades cognitivas em associação á atividades físicas e o grupo intervenção ofertadas atividades de educação e saúde e atividades físicas. Serão avaliados antes e depois de 16 sessões de intervenção. Trata-se de um estudo transversal e descritivo. Serão utilizados para rastreio cognitivo, os instrumentos de Mini-exame do Estado Mental (MEEM) e Trilha A e B. Durante o teste, serão solicitadas as ações de bipodal, tandem, semi-tandem, olho aberto ou fechado em superfície estável ou instável, além da realização de dois jogos em Realidade Virtual (RV). Para a avaliação do controle postural, será utilizada uma plataforma de força (BERTEC Mod) para captação das variáveis do Centro de Pressão (COP):área (cm²), amplitude média de oscilação(cm), velocidade média de oscilação(cm/s) e frequência das forças médio-lateral(Hz) (ML) e antero-posterior (AP). Será utilizada uma frequência de coleta de 100Hz/canal. Os dados do CP foram coletados e armazenados para posterior processamento em linguagem Matlab (Versão 7.0) com filtro Butterworth e frequência de corte de 5Hz. Na análise estatística, a normalidade será verificada pelo teste de Shapiro-Wilks. e posteriormente a análise estatística intergrupo (intervenção cognitiva e educação em saúde) e intragrupo (antes e depois das intervenções). Para a análise intergrupo para os dados não paramétricos foi utilizado mann whitney, e para as variáveis paramétricas o teste t. O nível de significância é de p d 0,05. RESULTADOS ESPERADOS: Espera-se que o programa de prevenção de quedas com estimulação cognitiva tenha influência positiva no controle postural e cognição dos indivíduos participantes, e ao final seja possível uma maior compreensão dos mecanismos envolvidos para o ajuste postural em idosos, podendo-se atuar mais eficientemente para a redução do índice de quedas em idosos (AU)