Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento e teste de protocolos para metabarcode de DNA ambiental para o levantamento de anfíbios de serrapilheira na Mata Atlântica

Processo: 17/20204-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2018
Vigência (Término): 30 de junho de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia
Pesquisador responsável:Célio Fernando Baptista Haddad
Beneficiário:Carla Martins Lopes
Supervisor no Exterior: Pierre Taberlet
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Local de pesquisa : Laboratoire D'Écologie Alpine, França  
Vinculado à bolsa:16/14054-3 - DNA ambiental aplicado a estudos de monitoramento e conservação de anfíbios anuros na Mata Atlântica, BP.PD
Assunto(s):Anfíbios   Degradação ambiental   Serrapilheira   Mata Atlântica

Resumo

O Brasil tem uma das maiores diversidades de anfíbios do mundo, com aproximadamente 1000 espécies descritas. Os anfíbios são bastante sensíveis à degradação ambiental, enfrentando sérios problemas de declínios populacionais, extinções locais, e até mesmo extinção de espécies. Na Mata Atlântica, algumas espécies de anfíbios associadas à camada de serrapilheira não são registradas há muitos anos, tendo sido amostradas apenas durante suas descrições (p. ex. há mais de 40 anos atrás). Muitas dessas espécies não são classificadas em nenhum nível de ameaça na lista vermelha de espécies ameaçadas da IUCN, principalmente devido à falta de informações sobre suas distribuições geográficas e biologia. Monitorar anfíbios raros associados à camada de serrapilheira é desafiador. Procurar por traços de DNA dessas espécies, que podem permanecer no ambiente (DNA ambiental ou eDNA), nos permitiria monitorar uma ampla área geográfica, em um curto período de tempo, sem a necessidade de observação direta dos indivíduos, aumentando assim nossa habilidade de monitorar esses anfíbios. No entanto, a análise de traços de DNA na serrapilheira é uma abordagem inovadora, nunca tendo sido aplicada para o monitoramento de anfíbios, necessitando, portanto, o desenvolvimento de protocolos específicos, especialmente para a amostragem e extração de DNA. Neste sentido, o objetivo deste estudo é testar e validar os protocolos para análise de DNA ambiental de serrapilheira em uma área onde a anurofauna é bastante conhecida. Esse conhecimento prévio nos dará suporte para testar a viabilidade da abordagem de metabarcodes para DNA ambiental para a detecção de anfíbios, e para acessar o desempenho do método em detectar tanto espécies raras como abundantes. Os métodos desenvolvidos neste estudo serão aplicados posteriormente no projeto para procurar por espécies de anfíbios não registradas há muitos anos na Mata Atlântica. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.