Busca avançada
Ano de início
Entree

Filogenia e atributos funcionais em comunidades herbáceo-arbustivas de cerrado queimadas e não queimadas

Processo: 17/20897-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2018
Vigência (Término): 30 de novembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Pesquisador responsável:Giselda Durigan
Beneficiário:Natashi Aparecida Lima Pilon
Supervisor no Exterior: Richard Toby Pennington
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : Royal Botanic Garden Edinburgh (RBGE), Escócia  
Vinculado à bolsa:16/17888-2 - Efeito da queima prescrita e da geada sobre a diversidade e estrutura do estrato herbáceo-arbustivo do Cerrado, BP.DR
Assunto(s):Diversidade

Resumo

O fogo atua nas vegetações campestres e savânicas tropicais (Tropical Grassy Biomes - TGB) como um fator próximo e último influenciando sua estrutura e composição. Compreender o papel do fogo na evolução e persistência das espécies que compõem esses ecossistemas é, portanto, crucial para conservá-los em um cenário ambiental de mudanças climáticas. Abordagens filogenéticas têm sido exploradas nas últimas décadas como uma ferramenta promissora para elucidar essas questões. No entanto, os estudos desenvolvidos até o momento têm considerado apenas o componente lenhoso, negligenciando as plantas que compõem o estrato herbáceo-arbustivo, essencialmente devido à falta de filogenias bem resolvidas ou devido à dificuldade em identificar as plantas não lenhosas (gramíneas e ervas). Nesse projeto, nós iremos investigar o papel do fogo como uma força evolutiva e moduladora da composição e estrutura das espécies que compõem o estrato herbáceo-arbustivo do Cerrado, usando duas abordagens complementares - evolutiva e ecológica. Na abordagem evolutiva, nós iremos testar hipóteses filogenéticas para taxa do estrato herbáceo-arbustivo procurando por padrões no tempo de diversificação das diferentes formas de vida, correlacionando esses dados com a emergência de atributos relacionados a sobrevivência ao fogo. Na abordagem ecológica, nós iremos avaliar o papel do fogo na atual montagem das comunidades, utilizando ferramentas filogenéticas para avaliar mudanças na estrutura de comunidades queimadas e em comunidades onde o fogo foi suprimido. Devido ao grande desafio metodológico que essa proposta representa, nós pretendemos desenvolve-la sob a supervisão dos especialistas do Royal Botanic Garden Edinburgh, que são amplamente reconhecidos por seus estudos evolutivos em sistemas tropicais.