Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de sensores químicos não-específicos baseados em filmes poliméricos nanoestruturados para detecção de metilisoborneol e geosmina

Processo: 18/12496-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2018
Vigência (Término): 30 de abril de 2019
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Elétrica
Convênio/Acordo: SABESP
Pesquisador responsável:Fernando Josepetti Fonseca
Beneficiário:Pedro Germano Almeida Machado
Instituição-sede: Escola Politécnica (EP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Empresa:Universidade de São Paulo (USP). Escola Politécnica (EP)
Vinculado ao auxílio:13/50440-7 - Análise da qualidade da água on line (ACQUA-OnLine), AP.PITE
Assunto(s):Nanotecnologia   Nanoeletrônica   Sensores químicos   Eletrônica orgânica   Qualidade da água

Resumo

O presente estudo propõe o desenvolvimento de sensores não-específicos para detectar metilisoborneol (MIB) e geosmina (GEO) em amostras de água reais, isto é, amostras de água provenientes da represa Guarapiranga e das estações de tratamento de água da SABESP. A presença desses compostos na água provoca gosto e odor desagradáveis, sendo necessário removê-los da água ou diminuir sua concentração a níveis não perceptíveis pela população. Esses sensores são formados por microelétrodos de ouro recobertos com filmes poliméricos nanoestruturados, depositados pela técnica de automontagem via atração eletrostática e interrogados sob regime de corrente alternada. O banco de dados coletados pela língua eletrônica será analisado pela análise das componentes principais (PCA). Esses sensores já foram aplicados com êxito na detecção de MIB e GEO em amostras de água de torneira contaminadas artificialmente. Neste estudo pretende-se fazer uma avaliação sistemática desses sensores, analisando sua sensibilidade aos compostos, durabilidade, reprodutibilidade das medições e o efeito de interferentes, assim como se será necessário realizar uma limpeza com ácidos diluídos, detergentes ou outros tipos de soluções de limpeza ao invés de usar água. No final deste estudo espera-se obter sensores não-específicos com alta sensibilidade a MIB e GEO que serão incorporados a um sistema híbrido contendo sensores específicos e não-específicos que será usado para monitorar em tempo real e in loco a qualidade da água dos mananciais e das ETAs da região metropolitana de São Paulo.