Busca avançada
Ano de início
Entree

Contatos retículo endoplasmático-membrana plasmática como possíveis sítios de interação da sinalização redox dependente de NADPH oxidase NOx

Processo: 18/07511-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2018
Vigência (Término): 31 de agosto de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Francisco Rafael Martins Laurindo
Beneficiário:Tiphany Coralie de Bessa
Instituição-sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07937-8 - Redoxoma, AP.CEPID
Assunto(s):NADPH oxidase

Resumo

Processos redox foram colocados em evidência como um dos principais mecanismos regulatórios da sinalização celular e de processos (patho)fisiológicos. Porém diversos mecanismos fundamentais subjacentes permanecem desconhecidos, como em particular a compartimentalização subcelular associada a estes processos. Um problema fundamental em biologia celular, e essencial para o esclarecimento das implicações dos processos redox em fisiologia e patologias. Nosso grupo identificou a proteína disulfeto isomerase A1 (PDIA1), uma chaperona do retículo endoplasmático (RE), como um potente regulador da família das NADPH oxidases (NOXes), a principal fonte de espécies reativas de oxigênio (ROS) e a única dedicada a sinalização celular. Os contatos RE-membrana plasmática (PM) são os principais sítios para a sinalização do cálcio, regulação da secreção proteica e estresse do RE. Emitimos a hipótese que os contatos RE-PM são locais preferenciais para a organização de sinalização redox mediada, particularmente aquelas associadas as NOXes e PDIA1, bem como um potencial sítio de interação entre a sinalização de cálcio e processos redox. Levando em consideração que a formação e a estabilização dos contatos RE-PM são altamente dinâmicos, eles podem dar suporte na montagem das NOXes e geração de oxidantes, além disso os contatos RE-PM poderiam ser os alvos desta sinalização redox mediada por NOX, de forma que a ativação de NOX influenciaria o número e a extensão dos contatos ER-PM. O objetivo central de este projeto está focado na hipótese de uma convergência - física e funcional - entre Nox(es) e da dinâmica (formação/estabilização) dos contatos ER-PM. Os objetivos específicos são: 1) Mapear a extensão dos contatos RE-PM em células musculares lisas vasculares (VSMCs) wild type e superexressando synaptotagmina-3 (E-Syt3), um marcador estrutural dos contatos ER-PM; 2) Neste mesmo modelo celular , investigar a dinâmica dos níveis de cálcio et de oxidante em tempo real por abordagem de microscopia confocal; 3) Investigar os efeitos da perda de função da Nox4, Nox1 e PDIA1 na dinâmica dos contatos RE-PM, níveis de cálcio e de produção de oxidante. Este projeto será desenvolvido em colaboração com o grupo do Prof. Ajay Shah do King´s College London, grupo que tem expertise em estudos de microscopia para análises das dinâmicas dos niveis de cálcio e produção de ROS intracelular. Estes resultados poderão identificar mecanismos novos e originais da sinalização redox.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Proteína pode indicar predisposição a doenças cardiovasculares 

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SANTOS DE OLIVEIRA, PERCILLIA VICTORIA; GARCIA-ROSA, SHEILA; AZEVEDO SACHETTO, ANA TERESA; SOARES MORETTI, ANA IOCHABEL; DEBBAS, VICTOR; DE BESSA, TIPHANY CORALIE; SILVA, NATHALIA TENGUAN; PEREIRA, ALEXANDRE DA COSTA; MARTINS-DE-SOUZA, DANIEL; SANTORO, MARCELO LARAMI; MARTINS LAURINDO, FRANCISCO RAFAEL. Protein disulfide isomerase plasma levels in healthy humans reveal proteomic signatures involved in contrasting endothelial phenotypes. REDOX BIOLOGY, v. 22, APR 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.