Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da combinação do jejum intermitente com o exercício físico sobre a via autofágica hipotalâmica em camundongos obesos

Processo: 17/25492-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2018
Vigência (Término): 30 de setembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição
Pesquisador responsável:Adelino Sanchez Ramos da Silva
Beneficiário:Luciana da Costa Oliveira
Instituição-sede: Escola de Educação Física e Esporte de Ribeirão Preto (EEFERP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Clínica médica   Jejum   Obesidade   Exercício físico   Autofagia   Hipotálamo   Modelos animais

Resumo

A porção médio-basal do hipotálamo é composta por neurônios orexígenos AgRP e neurônios anorexígenos POMC, que estão envolvidos na regulação da ingestão alimentar e do gasto energético. Sabe-se que indivíduos obesos apresentam resistência a sinalização hipotalâmica da leptina e insulina devido ao aumento da expressão de proteínas inflamatórias nessa região. Dessa forma, os esperados efeitos anorexígenos induzidos pelos hormônios através de modulações na via autofágica são prejudicados, instalando-se um quadro crônico de hiperfagia, maior coeficiente de eficácia alimentar (razão da alteração do peso/ingestão alimentar) e aumento da adiposidade corporal. O jejum intermitente (JI), uma ferramenta popularmente difundida, é capaz de modular a expressão de neuropeptídios, promover a perda de gordura corporal mesmo sem a redução da ingestão calórica, e elevar o gasto energético diário em obesos, sugerindo assim a existência de modulações na via da leptina e da autofagia no hipotálamo. Todavia, essas respostas ainda não foram investigadas. Além disso, o exercício físico (EF) é capaz de induzir um efeito anti-inflamatório no hipotálamo reestabelecendo a sinalização da leptina. Contudo, é desconhecido os efeitos da combinação do JI com o EF sobre o reestabelecimento do controle autofágico hipotalâmico em obesos. Esse projeto de pesquisa tem como objetivo investigar o efeito da associação do JI com o EF combinado nas vias inflamatória, da leptina e da autofagia no hipotálamo de camundongos obesos. Os camundongos serão divididos em 5 grupos: Controle magro (C); Controle Obeso (O); Jejum intermitente (JI); Treinado (TR) e Treinados que realizam jejum intermitente (TRJ). Antes e após os protocolos de treinamento e/ou JI (24 horas) serão avaliadas as variáveis metabólicas: gasto calórico (por calorimetria indireta), composição corporal (por DEXA), sensibilidade à insulina (pelo teste de tolerância à insulina) e níveis séricos de insulina e leptina. O peso corporal e ingestão alimentar serão avaliados semanalmente. Após a eutanásia serão realizadas 4 diferentes técnicas: a) Immunoblotting: para análise da via inflamatória hipotalâmica e resposta central à leptina; b) Real-Time PCR: para análise da expressão de neuropeptídios anorexígenos (POMC e CART) e orexígenos (NPY e AgRP); c) Imunofluorescência: para análise da expressão de componentes da via autofágica na porção médio-basal do hipotálamo. De acordo com a distribuição estatística dos dados, serão utilizados testes paramétricos ou não paramétricos, e nível de significância pd0.05. (AU)