Busca avançada
Ano de início
Entree

Alterações da dinâmica mitocondrial em células glomerulares mesangiais expostas à hiperglicemia e a regeneração pelas células tronco mesenquimais

Processo: 17/18072-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2019
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Érika Bevilaqua Rangel
Beneficiário:Christian Sávio Silva
Instituição-sede: Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein (IIEPAE). Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein (SBIBAE). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Nefrologia   Insuficiência renal crônica   Diabetes mellitus   Estresse oxidativo   Mitocôndrias   Células-tronco mesenquimais   Degradação mitocondrial

Resumo

Diabetes é uma doença epidêmica com crescente incidência, causando diversas complicações. A Doença Renal Crônica é um dos principais distúrbios causados pela hiperglicemia diabética, e é caracterizada pela progressiva perda da taxa de filtração glomerular e afeta cerca de 40% dos pacientes. O estresse oxidativo, que é um dos protagonistas na patogênese da Doença Renal Crônica Diabética, afeta especialmente as mitocôndrias, levando a prejuízos na fosforilação oxidativa e maior produção de EROs. Crescente número de evidências já demonstram que o dano mitocondrial é uma causa comum entre as principais vias de dano do Diabetes, e ainda que a modulação desse desequilíbrio mitocondrial previne as alterações causadas pela hiperglicemia. As mitocôndrias têm uma especial habilidade - porém limitada - de lidar com os insultos, a qual é chamada Programa de Controle de Qualidade (biogênese, mitofagia, fusão, fissão). A terapia celular é promissora no tratamento da doença renal diabética e, além da consagrada atuação parácrina regenerativa, existe a capacidade de transferência mitocondrial direta pelas células tronco mesenquimais para as células-alvo danificadas. Nosso trabalho visa aplicar a terapia celular na regeneração de modelo in vitro de nefropatia diabética, testando a influência da transferência mitocondrial direta no desfecho terapêutico. Finalmente, uma das perguntas a ser elucidada é: qual a importância da presença e do contato direto das células tronco com as células danificadas? (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SAVIO-SILVA, CHRISTIAN; BEYERSTEDT, STEPHANY; SOINSKI-SOUSA, POLIANA E.; CASARO, EXPEDITO B.; BALBY-ROCHA, MARIA THERESA A.; SIMPLICIO-FILHO, ANTONIO; ALVES-SILVA, JAMILLE; RANGEL, ERIKA B. Mesenchymal Stem Cell Therapy for Diabetic Kidney Disease: A Review of the Studies Using Syngeneic, Autologous, Allogeneic, and Xenogeneic Cells. STEM CELLS INTERNATIONAL, v. 2020, NOV 20 2020. Citações Web of Science: 0.
CHRISTIAN SÁVIO-SILVA; POLIANA EVELYN SOINSKI-SOUSA; MARIA THERESA A BALBY-ROCHA; ÁDYNA DE OLIVEIRA LIRA; ÉRIKA BEVILAQUA RANGEL. Mesenchymal stem cell therapy in acute kidney injury (AKI): review and perspectives. Revista da Associação Médica Brasileira, v. 66, p. s45-s54, 2020.
SAVIO-SILVA, CHRISTIAN; SOINSKI-SOUSA, POLIANA EVELYN; BALBY-ROCHA, MARIA THERESA A.; LIRA, ADYNA DE OLIVEIRA; RANGEL, ERIKA BEVILAQUA. Mesenchymal stem cell therapy in acute kidney injury (AKI): review and perspectives. Revista da Associação Médica Brasileira, v. 66, n. 1, p. S45-S54, 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.