Busca avançada
Ano de início
Entree

Correlação do proteoma muscular com a qualidade de carne de bovinos Angus x Nelore terminados em diferentes sistemas de terminação, taxas de ganho de peso e critérios de abate

Processo: 19/08351-3
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2019
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Produção Animal
Pesquisador responsável:Júlio Cesar de Carvalho Balieiro
Beneficiário:Daniel Silva Antonelo
Supervisor: Surendranath Suman
Instituição Sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa: University of Kentucky (UK), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:18/01479-1 - Correlação do proteoma muscular com a qualidade de carne de bovinos Angus x Nelore terminados em diferentes sistemas de terminação, taxas de ganho de peso e critérios de abate, BP.PD
Assunto(s):Proteômica   Glicogênio   Maciez
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Defeitos da carne | Glicogênio | maciez | pH final | proteômica | Ciência da carne

Resumo

Objetiva-se com este trabalho correlacionar o proteoma muscular com o metabolismo post-mortem e a qualidade da carne de bovinos Angus x Nelore terminados em diferentes sistemas de terminação, taxa de ganho de peso e critério de abate. O experimento será realizado utilizando um delineamento em blocos casualizados (peso vivo inicial) em um arranjo fatorial 2 x 2 x 2, sendo, dois sistemas de terminação (pasto e confinamento), duas taxas de ganho de peso (alta e baixa) e dois critérios de abate (peso de abate e tempo de alimentação). Serão utilizados 75 machos castrados Angus x Nelore, com peso médio inicial de 390±30 kg e 20 meses de idade. No início do experimento, três animais serão separados aleatoriamente para serem abatidos, como animais referência. Dos 72 animais restantes, 36 animais serão alojados em um confinamento experimental e 36 animais serão alocados em piquetes de capim Brachiaria brizantha cv. Marandu. Em cada sistema de terminação (confinamento e pasto) será definida duas taxas de ganho de peso distintas com 18 animais por tratamento: 1) confinamento com elevada taxa de ganho de peso; 2) confinamento com baixa taxa de ganho de peso; 3) pasto com elevada taxa de ganho de peso; 4) pasto com baixa taxa de ganho de peso diária. Além disso, dos 18 animais de cada sistema de produção citado anteriormente, 9 animais serão abatidos ao atingir 540 kg de peso vivo e 9 animais serão abatidos após 140 dias de alimentação. Após o abate, será avaliado o metabolismo post-mortem, bem como as características de qualidade instrumental da carne em diferentes tempos de maturação, os quais serão correlacionados com o proteoma muscular. O proteoma muscular será extraído, sua concentração será determinada e as proteínas musculares serão identificadas e correlacionadas com as características de qualidade instrumental da carne. Espera-se, com esse estudo, determinar que as mudanças no metabolismo post-mortem e nos atributos de qualidade de carne de animais terminados a pasto x confinamento sejam dadas pelo sistema de terminação ou pela taxa de ganho de peso do animal. Além disso, espera-se caracterizar o proteoma muscular de animais oriundos de diferentes sistemas de terminação, taxas de ganho de peso e critérios de abate e identificar marcadores proteicos do metabolismo post-mortem, cor e maciez da carne.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ANTONELO, DANIEL S.; GOMEZ, JUAN F. M.; SILVA, SAULO L.; BELINE, MARIANE; ZHANG, XUE; WANG, YIFEI; PAVAN, BRUNA; KOULICOFF, LARISSA A.; ROSA, ALESSANDRA F.; GOULART, RODRIGO S.; et al. Proteome basis for the biological variations in color and tenderness of longissimus thoracis muscle from beef cattle differing in growth rate and feeding regime. Food Research International, v. 153, p. 10-pg., . (18/01479-1, 19/08352-0, 17/26667-2, 19/08351-3, 18/26378-3)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.