Busca avançada
Ano de início
Entree

Projeto e implementação de uma arquitetura baseada em serviço e suas aplicações para visualização de dados de saúde georreferenciados

Processo: 19/11900-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2019
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Sistemas de Computação
Convênio/Acordo: MCTI/MC
Pesquisador responsável:Fabio Kon
Beneficiário:Gabriely Rangel Pereira
Instituição-sede: Instituto de Matemática e Estatística (IME). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/24485-9 - Internet do futuro aplicada a cidades inteligentes, AP.TEM
Assunto(s):Big data   Banco de dados   Visualização   Saúde   Georreferenciamento   Arquitetura de software   Processamento de dados   Visualização de dados   Administração pública   Cidades inteligentes   Sistema Único de Saúde

Resumo

Com o crescimento da população nos centros urbanos, surgiu um descompasso no gerenciamento dos seus recursos para acolher as necessidades de sua população; a cidade de São Paulo é um bom exemplo disso. No entanto, o constante avanço tecnológico da computação pode fornecer ferramentas de auxílio à análise de informações dessas cidades e contribuir com a gestão pública local. Esse uso da tecnologia é o que define as chamadas cidades inteligentes (smart cities). As cidades inteligentes buscam melhorar a eficiência e a qualidade da vida urbana, contribuir com a sustentabilidade da cidade e garantir acessibilidade ao cidadão. O IME-USP sedia o INCT da Internet do Futuro para Cidades Inteligentes, -- projeto InterSCity (http://interscity.org) -- para, entre outros objetivos, investigar estratégias e desenvolver aplicações para visualização espacial de gandes quantidades de dados de cidades como São Paulo. Nosso grupo de pesquisa vem colaborando com a Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo (SMS-SP) para o desenvolvimento de uma plataforma de processamento de grande quantidade de dados que permita análise via técnicas avançadas de visualização de dados. Neste projeto de iniciação científica, iremos trabalhar com dados públicos do Sistema Único de Saúde (SUS) fornecidos pela (SMS-SP) para consolidar uma proposta de arquitetura de software baseada em serviços para esse sistema.