Busca avançada
Ano de início
Entree

À guerra, americanas, vamos com espadas cruéis: retrato, gênero e identidade nacional no Brasil (1820-1920)

Processo: 19/19376-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2019
Vigência (Término): 30 de novembro de 2021
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Ana Paula Cavalcanti Simioni
Beneficiário:Nathan Yuri Gomes
Instituição-sede: Instituto de Estudos Brasileiros (IEB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Identidade nacional   História social da arte   Artes   Iconografia   Gêneros (grupos sociais)

Resumo

Retratos de heróis ocupam um lugar privilegiado nas iconografias nacionais. No Brasil, a República ensejou a emergência de próceres que lutaram pela Independência, mas que permaneceram ofuscados pela imagem do rei. Tal incorporação, a despeito de privilegiar personagens masculinas e oriundas das elites, também permitiu que mulheres e "figuras do povo" compusessem as galerias nacionais. Esta pesquisa visa a compreender o papel desempenhado pelas representações da combatente baiana, Maria Quitéria de Jesus, na formação do imaginário republicano brasileiro. (AU)