Busca avançada
Ano de início
Entree

Programa Fonoaudiologia na Educação: proposta e efeitos de uma intervenção com alunos concluintes dos cursos de Pedagogia de Ribeirão Preto

Processo: 19/27499-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2020
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Tatiane Martins Jorge
Beneficiário:Melissa Calil Ambrosio Molinari
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Educação em saúde   Comunicação   Pedagogia   Conhecimento   Prevenção   Inquéritos e questionários   Estudos longitudinais   Ribeirão Preto (SP)

Resumo

Sabe-se que os professores têm conhecimentos restritos sobre a comunicação infantil e seus distúrbios. Considerando a proximidade e vínculo que estabelecem com os escolares, assumem um papel importante tanto no desenvolvimento da comunicação quanto na detecção precoce de distúrbios a ela relacionados. Os professores tornam-se, juntamente com os pais, responsáveis pelo encaminhamento de escolares aos pediatras, bem como fonoaudiólogos. Assim sendo, propôs se a este estudo os seguintes objetivos: verificar o conhecimento e possíveis condutas dos futuros educadores sobre a comunicação humana e seus distúrbios; e avaliar o efeito de um programa de orientação fonoaudiológica oferecido aos alunos concluintes dos cursos de Pedagogia. Visto que, os programas de orientações fonoaudiológicas são bastante importantes, pois contribuem para melhorar as condições de prática em sala de aula e a detecção precoce dos distúrbios de comunicação. Trata-se de um estudo longitudinal, prospectivo, descritivo baseado na análise das respostas de um questionário antes e depois da participação no Programa de Orientação Fonoaudiológica para concluintes dos cursos de pedagogias de instituições privadas da cidade de Ribeirão Preto. O grupo amostral será composto por, aproximadamente, 150 graduandos. O questionário a ser aplicado foi elaborado pelas pesquisadoras e será validado por um grupo de 10 professores, com perguntas de múltipla escolha sobre os temas de estudo. O programa será constituído por quatro encontros quinzenais, com duração de, aproximadamente, 2 horas, a serem realizados durante os períodos das aulas, previamente disponibilizados pelo professor da disciplina. Os temas a serem trabalhados serão: linguagem oral e fala/gagueira; linguagem escrita; audição e voz.