Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de método miniaturizado de extração para determinação de cetamina e seus metabólitos em amostras de fluido oral usando microextração líquido-líquido dispersiva (DLLME)

Processo: 20/07470-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2020
Vigência (Término): 31 de agosto de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Pesquisador responsável:José Luiz da Costa
Beneficiário:Júlia Martinelli Magalhães Kahl
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/02147-0 - Cromatografia líquida em uma gota e seu acoplamento com espectrometria de massas: estratégias instrumentais, desenvolvimento de materiais, automatização e aplicações analíticas, AP.TEM
Assunto(s):Toxicologia forense   Intoxicação   Microextração em fase líquida   Extração líquido-líquido   Cromatografia a gás   Espectrometria de massas   Técnicas e procedimentos de laboratório

Resumo

As técnicas tradicionais de preparação de amostras para análises toxicológicas geralmente envolvem várias etapas, consumindo tempo e grandes volumes de amostra e de solventes orgânicos para realização. Para solver este problema foram desenvolvidas técnicas de microextrações, dentre elas, destaca-se a microextração líquido-líquido dispersiva (DLLME). Esta que além de permitir o uso de volumes mínimos de solventes orgânicos e de material biológico, é realizada em menor número de etapas, facilitando a extração. O presente trabalho tem por objetivo desenvolver e validar um método analítico baseado DLLME e cromatografia gasosa acoplada à espectrometria de massas sequencial para determinação de cetamina, norcetamina e 6-hidroxi-norcetamina em amostras de fluido oral. O método desenvolvido poderá ser utilizado para diagnóstico laboratorial de intoxicações causadas por estes agentes tóxicos, ou para pesquisas de campo (em festas) sobre uso de cetamina como droga de abuso.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)