Busca avançada
Ano de início
Entree

Conectando Mentes Distantes

Processo: 20/11116-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2020
Vigência (Término): 30 de novembro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia
Pesquisador responsável:Marco Antonio Caron Ruffino
Beneficiário:Matheus Valente Leite
Instituição-sede: Centro de Lógica, Epistemologia e História da Ciência (CLE). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Pensamento   Filosofia da linguagem

Resumo

O objetivo deste projeto é construir uma teoria intersubjetiva de crenças - isto é, aplicável tanto a distintos indivíduos quanto a um indivíduo ao longo do tempo. Notórios problemas afetam teorias desta natureza. Este projeto pretende abordar dois dos mais fundamentais e oferecer uma solução unificada. Primeiro, há o tradicional problema do indexical essencial e dinâmica cognitiva: o de fornecer uma teoria de crenças sobre si (relacionada aos pronomes 'eu', 'mim' etc.) e crenças temporais (relacionadas aos termos 'agora', 'em breve', 'hoje' etc.). No que consistiria, por exemplo, compartilhar as crenças sobre si de outra pessoa ou reter uma crença temporal ao longo do tempo? Segundo, há a questão da continuidade de tópico em revisões. Uma crescente literatura sobre engenharia conceitual sugere que uma parte central da filosofia pode ser concebida como o projeto normativo de avaliar e, se necessário, revisar nossos conceitos. Mas como é possível revisar e, portanto, modificar um conceito (como o da existência ou livre-arbítrio) e, ainda assim, alcançar o objetivo principal da revisão (uma compreensão mais profunda de questões - o que é existir ou ser livre? - formuladas com aqueles mesmos conceitos)? Este é um segundo problema para teorias de crenças: como crenças constituídas por conceitos distintos podem apresentar continuidade de tópico? A hipótese central deste projeto é que há uma teoria unificada para essas duas questões: crenças conectadas podem ser do mesmo tipo mesmo que seus significados ou as perspectivas que as constitutem sejam diferentes. Se comprovada, essa ideia permitiria uma solução para os dois problemas com uma estratégia integrada. Caso contrário, pelo menos determinaria que eles devem ser tratados de maneira independente. Qualquer uma dessas duas conclusões seria uma contribuição importante para os debates atuais sobre crença e intersubjetividade.