Busca avançada
Ano de início
Entree

Expressao de marcadores imunologicos em camundongos tratados com componentes do veneno de lachesis muta.

Processo: 06/57621-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2006
Vigência (Término): 31 de outubro de 2007
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Mônica Spadafora Ferreira
Beneficiário:Cassia Regina Pichiteli
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:98/14307-9 - Center for Applied Toxinology, AP.CEPID
Assunto(s):Lachesis muta   Venenos   Imunossupressão

Resumo

Recentemente, foi isolada uma fração do veneno de Lachesis muta (LMVf), responsável pela inibição, da produção de anticorpos em cavalos. A LMVf foi capaz de inibir a produção de anticorpos contra diferentes antígenos em camundongos, além de inibir a uveíte auto-imune experimental. Anteriormente, observamos uma inibição na produção de IFNg induzida pela resposta alogeneica, em camundongos tratados in vivo ou in vitro com LMVf. Neste estudo, analisaremos o efeito do veneno e da LMVf sobre a expressão de marcadores linfocitários e a produção de citocinas in situ, em camundongos imunizados com células alogeneicas Para tanto, camundongos previamente tratados com o veneno ou a LMVf, serão imunizados com células esplênicas alogeneicas. A seguir, os, animais serão sacrificados e seus órgãos linfóides serão analisados por imunohistoquímica para diferente marcadores de subpopulações de finfócitos e macrófagos e diferentes citocinas. Além disso, parte do baço será utilizada para separação dos esplenócitos para análise por citometria de fluxo da expressão de marcadores de ativação de linfócitos T e B, dos animais tratados com LMV e LMVf. Esse estudo irá contribuir para a compreensão dos mecanismos de ação da LMVf sobre a resposta imune humoral a celular, que vem sendo estudados em nosso laboratório. (AU)