Busca avançada
Ano de início
Entree

Jogo da divisão: relação com gênero e quantidade de dinheiro

Processo: 10/11201-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2011
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Experimental
Pesquisador responsável:Antonio Celso de Noronha Goyos
Beneficiário:Giovana Escobal
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil

Resumo

O Jogo da Divisão: relação com gênero e quantidade de dinheiro. Jogos econômicos têm sido úteis como modelos experimentais de situações de interação social complexa. Psicólogos interessados no fenômeno da generosidade têm utilizado jogos econômicos para estudar processos de tomada de decisão e distribuição de recursos. Um desses jogos se denomina Jogo da Divisão e pesquisas têm analisado algumas variáveis que podem influenciar como as pessoas alocam recursos, dentre elas: gênero do distribuidor ou do receptor, interação humana versus interação computadorizada, incentivo monetário real ou hipotético, etc. A presente proposta de trabalho pretende inicialmente avaliar se, e em que extensão, as distribuições de estratégias no Jogo da Divisão são afetadas pelas variáveis contextuais gênero do distribuidor e quantidade de dinheiro. Em um delineamento intrassujeitos, serão realizados dois experimentos envolvendo repetidas tentativas com mais de vinte oportunidades em que alunos de graduação farão escolhas para distribuir os recursos entre si e um participante invisível, passivo, que poderá escolher otimizadamente, mas não competitivamente, igualmente, mas não de maneira otimizada ou menos otimizadamente, mas mais competitivamente. Uma análise de variância será conduzida para comparar os efeitos de diferentes quantidades de dinheiro (20 tentativas para cada Condição: A, B ou C). O estudo também permitirá uma comparação entre-sujeitos a respeito do gênero dos participantes. Estes jogos são importantes porque permitem: analisar as contingências envolvidas na tomada de decisão das pessoas, caracterizar as escolhas, como ideal, justa ou competitiva, e trazer sob escrutínio o exame dos possíveis efeitos de outras variáveis (por exemplo, sexo, incentivo monetário, quantidade de dinheiro, informações, etc.) sobre as distribuições das escolhas das pessoas, para determinar se essas escolhas são estáveis ou influenciadas por essas variáveis. Posteriormente os efeitos de outras variáveis serão analisados. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LUIZA DE MOURA GUIMARÃES; GIOVANA ESCOBAL; CELSO GOYOS. O papel da função reforçadora das relações verbais de tato e textual, em contexto de equivalência de estímulos, em universitários. PSICOLOGIA-REFLEXAO E CRITICA, v. 27, n. 3, p. 522-530, 2014.
GIOVANA ESCOBAL; NASSIM CHAMEL ELIAS; CELSO GOYOS. Jogo da Escolha: ferramenta informatizada para avaliar preferências por reforçadores. Temas em Psicologia, v. 20, n. 2, p. 451-458, Dez. 2012.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.