Busca avançada
Ano de início
Entree

Interação entre o receptor scavenger cd36 e o receptor para o paf em macrófagos: localização e vias de sinalização comuns.

Processo: 09/05290-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2009
Vigência (Término): 31 de março de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Sônia Jancar
Beneficiário:Francisco José Oliveira Rios
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:06/03982-5 - Aspectos moleculares envolvidos na atividade microbicida e inflamatória de leucócitos no pulmão, AP.TEM
Assunto(s):Inflamação   Imunofarmacologia   Macrófagos

Resumo

Os macrófagos reconhecem padrões moleculares presentes em microrganismos através de um grupo de receptores (PRR), onde estão incluídos os TLR, dectina, além dos receptores Nod. Estas células podem também interagir com padrões moleculares presentes em lipoproteínas modificadas e em células apoptóticas, por meio de receptores scavenger (ex. SR-A e CD36). Estas interações podem induzir polarização dos macrófagos para M1, responsáveis pela defesa contra infecções ou para um fenótipo supressor M2 mais envolvidos com funções relacionadas a homeostase e remodelamento tecidual. Além disso, os macrófagos também expressam receptores para mediadores lipidicos como prostaglandinas, leucotrienos e PAF. Existem evidencias de que os receptores para estes mediadores interferem com a sinalização desencadeada por receptores fagocíticos, favorecendo a polarização para um fenótipo M1. Já a interação de receptores para mediadores lipidicos com os receptores scavenger é pouco conhecida. Existem algumas evidências de que o PAF-R e o receptor CD36 possuem ligantes em comum e que a ativação destes receptores isoladamente induz respostas celulares semelhantes. O CD36 é um dos receptores envolvidos na fagocitose de células apoptóticas e sabe-se que macrófagos que fagocitaram células apoptóticas apresentam características supressoras, como a produção de citocinas e mediadores anti-inflamatórios. Resultados de nosso laboratório mostraram que este efeito é dependente do PAF-R. Mostramos também que o PAF-R e receptores scavenger são responsáveis pela aquisição do fenótipo supressor por macrófagos no ambiente tumoral que favorece o crescimento do tumor. O objetivo deste projeto é investigar os mecanismos moleculares envolvidos na ativação dos receptores CD36 e PAF-R em macrófagos, isoladamente ou em associação, focalizando na localização celular e nas vias de sinalização acionadas. Além disso, considerando as evidências recentes de que a localização de receptores em um compartimento comum (raft lipidico) favorece as interações entre eles, vamos investigar se os receptores CD36 e PAF-R estão localizados no mesmo raft lipídico em macrófagos e se a compartimentalização está presente já em condições basais ou se depende da polarização de macrófagos para o fenótipo M2 através da estimulação de receptores scavenger ou PAF-R. A elucidação dos mecanismos envolvidos nas interações entre receptores que levam a indução de um fenótipo supressor pode ser relevante para o estabelecimento de novas estratégias terapêuticas visando o controle do crescimento de tumores assim como da inflamação vascular na aterosclerose.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RIOS, FRANCISCO J. O.; KOGA, MARIANA M.; FERRACINI, MATHEUS; JANCAR, SONIA. Co-Stimulation of PAFR and CD36 Is Required for oxLDL-Induced Human Macrophages Activation. PLoS One, v. 7, n. 5, p. e36632, 2012. Citações Web of Science: 26.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.