Busca avançada
Ano de início
Entree


Antonio Bento: discurso e prática abolicionista na São Paulo da década de 1880

Texto completo
Autor(es):
Alexandre Ferro Otsuka
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Data de defesa:
Membros da banca:
Maria Helena Pereira Toledo Machado; Flavio dos Santos Gomes; Lilia Katri Moritz Schwarcz
Orientador: Maria Helena Pereira Toledo Machado
Resumo

A presente dissertação realiza um exame da trajetória pública do abolicionista Antonio Bento de Souza e Castro, contribuindo para o debate sobre a campanha contra o cativeiro na província de São Paulo na década de 1880. Antonio Bento foi frequentemente identificado como mentor e líder do grupo abolicionista radical Ordem dos Caifazes, cujas práticas baseavam-se no planejamento e auxílio, por parte de homens livres, a fugas escravas no interior da província de São Paulo. Na primeira parte deste trabalho, analisamos o modo como, durante toda a década de 1880, a questão do cativeiro esteve entre as prioridades da agenda política nacional, assumindo protagonismo também na província de São Paulo e influenciando diretamente a atuação do movimento abolicionista e as estratégias empreendidas pelos indivíduos envolvidos na causa. Em um segundo momento, revisitamos especificamente a trajetória de Antonio Bento, revisando a memória construída sobre sua figura e evidenciando sua atuação contra o cativeiro, à época, no âmbito jurídico, junto à Irmandade da Igreja de Nossa Senhora dos Remédios e, principalmente, na imprensa. Documento fundamental no percurso da pesquisa foi o periódico abolicionista por ele criado e chefiado, o A Redempção, publicado na cidade de São Paulo entre janeiro de 1887 e maio de 1888. Um estudo da estrutura deste jornal e do modo com que, em seu interior, uma multiplicidade de projetos para a abolição do cativeiro no país puderam ser identificados, configuram objeto do terceiro capítulo. A análise específica das ideias de Antonio Bento na qualidade de redator-chefe do periódico (expressas em seus editoriais) compõe a última parte deste trabalho, na qual evidenciamos como, na vigência de seu jornal, o abolicionista lutou contra o cativeiro explorando as contingências da campanha e adaptando seu discurso com vistas a acelerar a derrocada da instituição escravista no Império do Brasil. (AU)

Processo FAPESP: 13/18314-1 - Antonio Bento: discurso e prática abolicionista na São Paulo da década de 1880
Beneficiário:Alexandre Ferro Otsuka
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado