Busca avançada
Ano de início
Entree


Desenvolvimento profissional de educadores matemáticos participantes de uma comunidade fronteiriça entre escola e universidade

Autor(es):
Vanessa Moreira Crecci
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Educação
Data de defesa:
Membros da banca:
Cármen Lúcia Brancaglion Passos; Dilma Maria de Mello; Guilherme do Val Toledo Prado; Laurizete Ferragut Passos
Orientador: Dario Fiorentini
Resumo

Este estudo tem por objetivo compreender as experiências de desenvolvimento profissional e a constituição da profissionalidade de educadores matemáticos que participam de uma comunidade fronteiriça, entre escola e Universidade, denominada Grupo de Sábado (GdS). Surgida em 1999, congrega professores, formadores de professores, pesquisadores e futuros professores que se reúnem para investigar e refletir sobre o ensinaraprender matemática. Os textos de campo são constituídos por um diário com notas das reuniões do grupo, materiais publicados sobre e pela comunidade, memórias e transcrições de encontros do grupo e entrevistas com os participantes da pesquisa. A metodologia deste estudo ocorreu com base na pesquisa narrativa, que compreende um processo tridimensional de produção e análise dos textos de campo e de pesquisa, envolvendo temporalidade (diacronia), interações pessoais e sociais e o lugar (cenário) onde se situa o fenômeno a ser investigado e narrado. Para isso, em uma perspectiva diacrônica, a pesquisadora tomou como referência sua própria experiência dentro dessa comunidade e, sobretudo, sua convivência com três de seus participantes, ao longo de oito anos. Para composição dos textos de pesquisa, foram constituídas narrativas das experiências de desenvolvimento profissional e de constituição da profissionalidade dos três participantes do estudo. Essas narrativas foram analisadas com base em três eixos analíticos: 1) mapeamento dos espaços de experiências de desenvolvimento profissional; 2) compreensões sobre as experiências de desenvolvimento profissional em uma comunidade fronteiriça; e 3) reverberações da participação em uma comunidade fronteiriça. Os resultados apontaram para aspectos que são específicos às experiências constituídas em um espaço que não tem a regulação e o controle institucional da escola e da Universidade. Nessa comunidade, os participantes narram suas experiências vividas em diferentes espaços relativos às suas vidas pessoais e profissionais, tecem outras experiências e produzem diferentes compreensões sobre o ensinaraprender matemática. As reverberações decorrentes da participação nessa comunidade fronteiriça se evidenciam, intrinsecamente, nos próprios modos de ser/estar como educadores matemáticos, destacando-se a postura problematizadora e investigativa sobre a própria prática, sobre as políticas públicas que a condicionam e também sobre as possibilidades e os limites dos conhecimentos científicos, curriculares e didáticos pedagógicos tanto da própria escola como de outros contextos. As reverberações extrínsecas são evidenciadas pelas constituições de outras comunidades, pelas sistematizações, teorizações e publicações dos participantes, as quais ajudam a promover mudanças: na prática de ensinaraprender matemática nas escolas, tornando-a mais exploratória, problematizadora e inclusiva, sobretudo para estudantes das escolas públicas; na formação inicial e continuada de professores de matemática, motivando-os a serem estudiosos e investigativos em comunidades docentes; na formação de novos pesquisadores, com destaque para a pesquisa sobre a própria prática. (AU)

Processo FAPESP: 13/12927-1 - A constituição da profissionalidade docente em comunidades investigativas
Beneficiário:Vanessa Moreira Crecci
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado Direto