Busca avançada
Ano de início
Entree


Importância dos genes fliC e motB de Salmonella enterica subsp. enterica sorovar Enteritidis na colonização intestinal e invasão sistêmica em aves (Gallus gallus domesticus)

Texto completo
Autor(es):
Fernanda de Oliveira Barbosa
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Instituição: Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias.
Data de defesa:
Membros da banca:
Ana Maria Iba Kanashiro; Rafael Antonio Casarin Penha Filho
Orientador: Angelo Berchieri Junior; Oliveiro Caetano de Freitas
Resumo

Salmonella Enteritidis (SE) causa o paratifo aviário em aves e frequentemente está relacionada aos surtos de infecção alimentar em seres humanos. A contribuição do flagelo versus motilidade na interação patógenohospedeiro requer estudos mais aprofundados. Para melhor entendimento da contribuição individual desses fatores de virulência em aves, pintinhos de um dia de vida foram desafiados oralmente com estirpe selvagem de SE, uma mutante não-móvel mas flagelada (SE ΔmotB) e outra mutante aflagelada (SE ΔfliC). Excreção fecal e colonização de fígado, baço e conteúdo cecal pelas estirpes de SE foram avaliadas. Além disso, também foi realizada a avaliação das alterações macroscópicas e microscópicas. Nos estágios iniciais da infecção, ambos mutantes mostraram menor capacidade de colonizar o ceco, além de menor recuperação no baço por SE ΔfliC comparando a estirpe selvagem SE. Após 7 dpi não havia diferenças na contagem das três estirpes em conteúdo cecal, fígado e baço. Análises histopatológicas demonstraram que estirpes flageladas (SE ΔmotB e SE) induziram reatividade linfóide em inglúvio, ceco, íleo e fígado. No entanto, nos estágios iniciais da infecção a estirpe SE ΔfliC não estimulou a reatividade linfóide em lâmina própria de ceco e íleo mas induziu discretos focos necróticos em fígado. Portanto, neste estudo a presença de estrutura flagelar e motilidade parece exercer um papel nos estágios iniciais da colonização intestinal e infecção sistêmica por SE nas aves. (AU)

Processo FAPESP: 14/02014-1 - Importância dos genes fliC e motB de Salmonella enterica subsp. enterica sorovar enteritidis na colonização intestinal e invasão sistêmica em Gallus Gallus domesticus
Beneficiário:Fernanda de Oliveira Barbosa
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado