Busca avançada
Ano de início
Entree


Efeitos da administração de estradiol e progesterona sobre a concentração hormonal e expressão endometrial dos receptores de estrógeno e progesterona em éguas receptoras acíclicas

Texto completo
Autor(es):
Elisa Sant'Anna Monteiro da Silva
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Instituição: Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia.
Data de defesa:
Membros da banca:
Fabiana Ferreira de Ssouza; Fernanda da Cruz Landim; Paula de Carvalho Papa; Guilherme Pugliesi
Orientador: Cezinande de Meira; José Paes de Oliveira Filho
Resumo

Com o objetivo de investigar os efeitos da administração de 2,5 mg de benzoato de estradiol (BE) seguido de 1500 mg de progesterona de longa ação (P4 LA) sobre a dinâmica molecular endometrial, características morfológicas do útero e concentrações plasmáticas de estrógeno e progesterona em éguas receptoras acíclicas, foram avaliados: a expressão proteica e as alterações na abundância relativa dos transcritos para os receptores de estrógeno (ER) e progesterona (PR) no endométrio por meio da RT-qPCR e imunohistoquímica; as características morfológicas do útero por ultrassonografia e palpação retal; e as concentrações plasmáticas do estrógeno e progesterona por meio de radioimunoensaio. A aplicação de 2,5 mg, 5 mg ou 10 mg de BE foram eficazes em causar edema uterino máximo 24 h após a administração. A dose de 2,5 mg de BE provocou picos de concentração de estradiol similares aos de éguas tratadas com 5 mg, 10 mg e aos de éguas cíclicas, sem elevar a concentração de estrógeno conjugado como observado com as outras doses de BE. Ainda, a concentração de P4 foi reduzida após a aplicação da P4 LA quando 10 mg de BE foram utilizados. A administração dos tratamentos hormonais alterou a abundância relativa dos transcritos para ERα, ERβ e PR de forma similar às alterações encontradas em éguas cíclicas quando o final do estro e início do diestro foram comparados. Em conclusão, o uso de 2,5 mg de BE seguido de 1500 mg de P4 LA provoca alterações similares na morfologia uterina, abundância relativa dos transcritos para ERα, ERβ e PR no endométrio, e de concentrações circulantes de estrógeno e progesterona às encontradas em éguas cíclicas (AU)

Processo FAPESP: 12/00298-7 - Avaliação quali-quantitativa de receptores de estrógeno e progesterona em éguas acíclicas tratadas com benzoato de estradiol e Altrenogest
Beneficiário:Elisa Sant'Anna Monteiro da Silva
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado