Busca avançada
Ano de início
Entree


Metabolômica e lipidômica dos processos infecciosos do vírus da Zika e Dengue, do mosquito ao paciente

Texto completo
Autor(es):
Carlos Fernando Odir Rodrigues Melo
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: Campinas, SP.
Instituição: Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Faculdade de Ciências Médicas
Data de defesa:
Membros da banca:
Rodrigo Ramos Catharino; Karina Cogo Müller; Daniel Fábio Kawano; Daisy Machado; Rejane Maria Tommasini Grotto
Orientador: Rodrigo Ramos Catharino
Resumo

O vírus da Zika (ZIKV) é um arbovírus que apresenta um papel importante no aumento de nascimentos de bebês microcefálicos e em adultos tem sido associado à síndrome de Guillain¿Barré, tendo se mostrado como de grande preocupação para a saúde pública. O vírus da Dengue (DENV) se apresenta endêmico no Brasil, se caracterizando, assim como o ZIKV, por provocar infecções autolimitada na grande maioria dos pacientes, sendo de grande importância na saúde pública pelas perdas econômicas em razão da diminuição da produtividade nas populações atingidas e sobre tudo na forma hemorrágica da doença que pode levar à morte. Esses dois arbovírus se adaptaram a mosquitos urbanos facilitando a ocorrência de graves epidemias de Dengue e Zika uma vez que o A. aegypti (principal vetor) apresenta discordância gonotrófica, o que o torna um excelente vetor. De uma forma geral as doenças transmitidas por mosquitos têm uma tradição de serem negligenciadas, existindo lacunas de informações biomédicas importantes como, o mecanismo de infecção no mosquito, mecanismo de infecção viral no homem e o diagnostico laboratorial. Em paralelo, a metabolômica e a lipidômica são metodologias de estudo estratégicas e revolucionárias que auxiliam na determinação de biomarcadores importantes no controle de infecções e dada a emergência global para a saúde pública e o potencial revolucionário das novas "ômicas"; que nos permite estudar mecanismos da infecção na forma adulta dos vetores, no homem e se mostra muito importante no diagnóstico. Dado em contexto em tela, este projeto visou estudar as duas arboviroses mais importantes atualmente no Brasil: o ZIKV, propondo busca por biomarcadores para identificar e entender o mecanismo da infecção no mosquito (Objetivo 1) e no Homem (Objetivo 2) para seu melhor controle e desenvolvimento de um método diagnóstico para o ZIKV através de plataformas "ômicas" (Objetivo 3). Para o DENV o objetivo proposto foi a busca de biomarcadores para as alterações provocadas pelo DENV em pacientes que apresentaram a Dengue hemorrágica (Objetivo 4) (AU)

Processo FAPESP: 16/17066-2 - Metabolômica e lipidômica do Zika vírus, do mosquito ao paciente
Beneficiário:Carlos Fernando Odir Rodrigues Melo
Modalidade de apoio: Bolsas no Brasil - Doutorado