Busca avançada
Ano de início
Entree


Análise espaço-temporal da leishmaniose visceral americana no município de Bauru, São Paulo

Texto completo
Autor(es):
Vanessa Aparecida Feijó de Souza
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Data de defesa:
Membros da banca:
Marcos Amaku; Ricardo Augusto Dias; Cáris Maroni Nunes
Orientador: Fernando Ferreira
Resumo

Uma análise espaço-temporal da leishmaniose visceral americana (LVA) humana no município de Bauru foi conduzida baseada em 239 casos diagnosticados entre junho de 2003 a outubro de 2008. O georreferenciamento, tomando como unidade os setores censitários, foi realizado a partir de informações cedidas pela Secretaria de Saúde de Bauru a respeito do endereço residencial dos pacientes acometidos pela enfermidade. A análise da distribuição espacial da doença demonstrou que os casos ocorreram especialmente na área urbana do município. As incidências cumulativas anuais de LVA, considerando os casos adotados por ano e as respectivas projeções populacionais, foram calculadas, evidenciando que a taxa mais elevada foi observada em 2006. Tal fato foi confirmado pelo delineamento da série histórica, que também derivou o cálculo da tendência, demonstrando que esta foi positiva durante o período analisado. O índice sazonal obtido foi confrontado com dados referentes às médias mensais de precipitação pluviométrica e temperatura do município, o que nos permitiu inferir que meses que obtiveram índices com valores superiores a um, eram, de maneira geral, precedidos por períodos chuvosos. A variável temperatura, por sua vez, apesar de provavelmente estar relacionada à ocorrência da enfermidade na região, aparentemente não exerceu influência na sazonalidade da doença por se apresentar sem oscilações importantes no período. A análise de clusters, utilizando o método estatístico espaço-temporal scan, detectou um provável aglomerado localizado nas regiões sudoeste e central do município no ano de 2006. Uma análise descritiva univariada, comparando setores censitários que apresentaram LVA com relação aos que não relataram casos da doença, foi conduzida. Apesar da diferença significativa observada entre os dois grupos, novos estudos são necessários para se confirmar a hipótese de que variáveis socioeconômicas são prováveis fatores de risco para a infecção na região. (AU)

Processo FAPESP: 09/04074-3 - Análise espaço-temporal da leishmaniose visceral americana no município de Bauru, São Paulo
Beneficiário:Vanessa Aparecida Feijó de Souza
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado