Busca avançada
Ano de início
Entree


Avaliação das perdas e dos fatores bioclimáticos atuantes na condição de espera pré-abate de frangos de corte

Texto completo
Autor(es):
Frederico Márcio Corrêa Vieira
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: Piracicaba.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Data de defesa:
Membros da banca:
Iran José Oliveira da Silva; Douglas Emygdio de Faria; Vicente Jose Maria Savino
Orientador: Iran José Oliveira da Silva
Resumo

A Avicultura Brasileira se depara atualmente com o desafio da redução de perdas. Todavia, a desinformação sobre os pontos críticos limita tal avanço, principalmente nas operações pré-abate. Portanto, estudos devem ser realizados diagnosticando cenários e identificando os pontos cr´?ticos em que se encontram as maiores perdas. Desta forma, o objetivo deste trabalho foi avaliar a climatização em galpão de espera no abatedouro e suas interações com o tempo de espera, visando caracterizar a influência das variáveis ambientais no conforto térmico, bem-estar e nas perdas produtivas da Avicultura de Corte. O estudo foi desenvolvido em um abatedouro comercial de frangos de corte, situado no Estado de São Paulo. Para o entendimento global do problema, a pesquisa foi dividida em 3 partes, sendo a primeira etapa a avaliação histórica das perdas produtivas em função das variáveis climáticas e das características relacionadas `as operações pré-abate, contendo dados históricos de 13.937 caminhões analisados quanto aos fatores climáticos e variáveis relacionadas `as etapas pré-abate, tais como a temperatura e umidade, densidade de aves por caixa, turno diário e estações do ano, e o tempo de espera. Na segunda etapa, foi avaliado o efeito da climatização e do tempo de espera no conforto térmico das aves em ambiente de espera pré-abate, através da coleta de dados de 218 caminhões no galpão de espera, sendo que fatores como a distância granja abatedouro e fatores bioclimáticos do galpão foram analisados juntamente com as variáveis registradas anteriormente, verificando-se os efeitos na mortalidade e na alteração da temperatura retal das aves. Nestas duas etapas, a análise estatística foi realizada por meio dos Modelos Lineares Generalizados Duplos (MLGD). Na terceira etapa, visando a complementação das informações das etapas anteriores, foi realizado o reconhecimento de padrões relacionados `as operações pré-abate e predição das perdas por mortalidade através do uso de Redes Neurais Artificiais (RNA). Mais de 3.000 dados do conjunto total foram utilizados para o aprendizado das redes e simulação de três cenários relacionados aos fatores de maior influência nas perdas pré-abate. Como resultados, verificou-se que as maiores perdas ocorreram durante o turno da tarde, na estação verão, com densidades de aves por caixa acima de 8, temperaturas e umidades relativas elevadas interna e externamente ao galpão e para distâncias longas. No geral, o aumento do tempo de espera resulta em diminuição na temperatura retal das aves e na mortalidade, quando a temperatura externa se encontra elevada, quando a densidade de aves por caixa ´e maior do que 7 aves e para distâncias curtas. Quanto à eficiência da climatização no galpão de espera, esta foi alcançada quando a temperatura e umidade relativa externas estiveram acima da faixa de alerta e quando as variáveis climáticas internas ao galpão estiveram na faixa de conforto. Com relação às redes neurais, estas apresentaram grande poder de generalização, predizendo satisfatoriamente a mortalidade de metade dos cenários, evidenciando seu potencial de uso para a predição da mortalidade de frangos de corte, submetidos às operações pré-abate. (AU)

Processo FAPESP: 05/57688-8 - Avaliação das perdas e dos fatores bioclimáticos atuantes na condição de espera pré-abate de frangos de corte
Beneficiário:Frederico Márcio Corrêa Vieira
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado