Busca avançada
Ano de início
Entree


Avaliação do perfil de expressão gênica de linhagens celulares do tecido mamário com diferentes níveis de expressão do receptor HER-2 tratadas com ácido docosahexaenoico

Texto completo
Autor(es):
Danielle Fontes de Almeida
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina
Data de defesa:
Membros da banca:
Dan Linetzky Waitzberg; Thomas Prates Ong
Orientador: Dan Linetzky Waitzberg
Resumo

O câncer de mama permanece como segundo tipo de câncer mais frequente no mundo e o primeiro entre as mulheres. Tumores de mama podem ser categorizados pela expressão de receptores como o HER-2 (receptor de fator de crescimento epidermal 2). A hiperexpressão do receptor HER-2 é observada em cerca de 30% dos carcinomas de mama, e está associada a prognósticos desfavoráveis. Os ácidos graxos poli-insaturados (AGPI) , como os ácidos graxos ômega-3, parecem diminuir o risco de câncer de mama. O ácido docosahexaenoico (DHA), um tipo de AGPI ômega-3 parece ter o maior potencial antitumoral no câncer de mama. Alguns mecanismos de ação foram propostos para a ação do DHA no controle do câncer de mama, no entanto, faltam dados para elucidar os mecanismos moleculares do DHA no tecido mamário normal e cancerígeno. Dessa maneira, o objetivo desse trabalho foi avaliar a ação do DHA na modulação da expressão de genes em linhagem celular normal (HB4a), transformada (HB4aC5.2) e de carcinoma mamário humano (SKBR-3). As linhagens estudadas foram tratadas com 100 ?M de DHA ou controle (etanol) durante 72 horas. Após a extração de RNA realizamos a técnica de expressão gênica global (Microarray) para encontrar os genes diferencialmente expressos, em relação ao tratamento com DHA, em cada linhagem celular estudada. Na linhagem normal (HB4a) observamos 174 genes diferencialmente expressos (p<0,01), sendo 136 hiperexpressos e 38 hipoexpressos, na linhagem celular transformada (HB4aC5.2) encontramos 208 genes diferencialmente expressos (p<0,01), sendo 32 hiperexpressos e 176 hipoexpressos. A linhagem do carcinoma mamário (SKBR-3) apresentou 126 genes diferencialmente expressos (p<0,01), sendo 48 hiperexpressos e 78 hipoexpressos. A análise ontológica destes genes permitiu identificar processos biológicos como: adesão celular, diferenciação celular e metabolismo lipídico. Concluímos que o DHA altera o perfil de expressão gênica de maneiras distintas em linhagem normal, transformada e de carcinoma mamário humano. Além disso, encontramos após o tratamento com DHA genes envolvidos com o metabolismo lipídico nas linhagens que hiperexpressam o receptor HER-2 (AU)

Processo FAPESP: 10/01736-2 - Avaliação do perfil de expressão gênica de linhagens celulares do tecido mamário com diferentes níveis de expressão do receptor HER-2 tratadas com ácido docosahexaenóico
Beneficiário:Danielle Fontes de Almeida
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado