Busca avançada
Ano de início
Entree


Efeitos dos tratamentos com glicocorticóides, com antagonista do receptor do cisteinil-leucotrieno D4 e com o inibidor específico da iNOS na resposta inflamatória e de remodelamento no tecido pulmonar periférico em mode

Texto completo
Autor(es):
Flavia Castro Ribas de Souza
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina
Data de defesa:
Membros da banca:
Iolanda de Fátima Lopes Calvo Tibério; Fernanda Magalhães Arantes Costa; Carla Máximo Prado
Orientador: Iolanda de Fátima Lopes Calvo Tibério
Resumo

Introdução: Estima-se que 10% dos doentes com asma t€m sintomas e limita‚es importantes, como exacerba‚es freqƒentes ou redu„o persistente da fun„o respirat…ria As altera‚es do par€nquima pulmonar distal tem sido recentemente abordadas na fisiopatologia da asma. Apesar do uso de corticoster…ides, pacientes com asma refrat†ria t€m mais estresse oxidativo, assim como apresentam ativaao da iNOS. Al‡m disso, muitos dos dispositivos utilizados para administra„o de ester…ides inalat…rios geram partˆculas que n„o chegam efetivamente ‰s vias a‡reas distais e ao par€nquima pulmonar. Objetivos: Avaliamos os efeitos do tratamento com montelucaste ou dexametasona tratamentos associados ou n„o a um inibidor especˆfio da iNOS (1400W) na resposta eosinofˆlica, remodelamento da matriz extracelular, estresse oxidativo, conteŠdo de actina, c‡lulas positivas para IL4, IL5, MMP9, TIMP1, IFN, TGF do par€nquima em cobaias com inflama„o crnica pulmonar. Métodos: As cobaias foram inaladas com ovalbumina (grupo OVA) 2X/semana por 4semanas. Ap…s a 4Ž inala„o, as cobaias foram tratadas diariamente com montelucaste (grupo OVAM 10mg/Kg/PO/dia) ou dexametasona (grupo OVAD 5mg/Kg/IP/dia). O inibidor da iNOS, 1400W (grupo OVAW 1mg/kg/dia) foi administrado intraperitonealmente nos Šltimos 4 dias (OVAW, OVADW e grupos OVAMW). Ap…s 72 horas da 7Ž inala„o, as cobaias foram anestesiadas, e os fragmentos de tecido pulmonar distal foram submetidos ‰ avalia„o histopatol…gica. Resultados: Houve um aumento no infiltrado eosinofˆlco, nas c‡lulas positivas para IL4, IL5, TIMP1, MMP9, iNOS, IFN TGF, conteŠdo de actina, isoprostano PGF2 alfa, fibras col†genas e el†sticas nos animais OVA em compara„o com animais SAL (p<0,05). Houve uma diminui„o no nŠmero de eosin…filos, c‡lulas positivas para IL4, IL5, MMP9, TIMP1, IFN, TGF, conteŠdo de actina, col†geno e isoprostano PGF2 alfa em todos os grupos tratados em compara„o com animais OVA (p<0,05). O conteŠdo de fibras el†sticas foram reduzidas somente nos grupos OVAMW, OVADW e OVAW em compara„o com animais OVA (p<0,05). A associa„o de 1400W e o tratamento com montelucaste (grupo OVAMW) potencializou a redu„o do conteŠdo de actina, fibras el†sticas, isoprostano PGF2 alfa de c‡lulas positivas para IL4, IL5, TIMP1, IFN TGF e iNOS em rela„o ao grupo montelucaste (OVAM) (p<0,05). Os tratamentos com 1400W e dexametasona (grupo OVADW) contribuˆram para uma maior redu„o do conteŠdo das fibras el†sticas, actina e isoprostanoPGF2 alfa e o nŠmero de c‡lulas positivas para IL4, IL5, IFN e TIMP1 em rela„o ao grupo dexametasona (OVAD) (p<0,05). Conclusões: O tratamento com corticoster…ides associados ‰ inibi„o da iNOS contribuiu para uma maior redu„o da remodela„o da matriz extracelular, diminuiu o estresse oxidativo, e tamb‡m foi eficiente para atenuar a resposta inflamat…ria Th2 no par€nquima pulmonar distal. Por outro lado, o tratamento com montelucaste associado à inibição da iNOS mostrou uma maior eficácia para reduzir o teor de fibras elásticas, a ativação do estresse oxidativo, conteúdo de actina e expressão das células positivas para IL4, IL5 no parênquima pulmonar distal. Estas associações podem representar futuras ferramentas farmacológicas para o controle das alterações histopatológicas pulmonares distais induzidas pela inflamação crônica (AU)

Processo FAPESP: 08/56433-4 - Efeito do tratamento com glicocorticóides, com o antagonista do receptor do cisteinil-leucotrieno D4 e o inibidor específico da iNOS na mecânica oscilatória de tecido pulmonar periférico: correlação com a resposta inflamatória TH2+ e as alterações da matriz extracelular
Beneficiário:Flávia Castro Ribas de Souza
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado