Busca avançada
Ano de início
Entree


Avaliação em campo de três armadilhas automáticas para capturar mosquitos (Diptera:Culicidae) em área agrícola de Pariquera-Açu, São Paulo, Brasil

Texto completo
Autor(es):
Ivy Luizi Rodrigues de Sá
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Saúde Pública
Data de defesa:
Membros da banca:
Maria Anice Mureb Sallum; Gizelton Pereira Alencar; Regiane Maria Tironi de Menezes
Orientador: Maria Anice Mureb Sallum
Resumo

Introdução: As diversas armadilhas apresentam rendimento diferenciado na captura, havendo a necessidade de buscar instrumentos que amostrem porções representativas das populações de mosquitos. Levanta-se a hipótese de que as armadilhas Mosquito Magnet Independence e CDC com CO2+Lurex3 sejam mais eficazes na captura de culicídeos do que a armadilha CDC luminosa. Objetivos: Avaliar a eficácia das armadilhas Mosquito Magnet Independence e CDC+CO2+Lurex3, em relação à CDC-luminosa, para a captura de culicídeos adultos em área agrícola na Fazenda Experimental em Pariquera-Açu, Vale do Ribeira, São Paulo, Brasil. Material e Métodos: Capturas mensais, das 15h00 às 21h00, por meio do delineamento em quadrado latino 3X3, no período de dezembro/2010 a novembro/2011. Perfis de diversidade de Rényi e índices de riqueza, dominância, diversidade, equabilidade e similaridade foram estimados para cada armadilha para compará-las. Resultados: Capturou-se 6.055 de 70 espécies e 12 gêneros. A CDC-luminosa amostrou 990 indivíduos de 42 espécies e 10 gêneros,a CDC+CO2+lurex31.419 indivíduos em 41 espécies e 10 gêneros e a Mosquito Magnet 3151 indivíduos de 46 espécies e 11 gêneros. A riqueza, pelo índice de Margalef e Perfil de Rényi, não apresentou diferença estatística para nenhuma armadilha no período dez/mai. A Mosquito Magnet obteve maior rendimento na mensuração da diversidade, segundos os índices de Shannon e Simpson, observados no perfil de Rényi. A dominância, pelo índice de Berger-Parker isolado,foi maior na Mosquito Magnet do que nas demais, nos dois períodos de capturas. O perfil de Rényi não apontou diferença significante para dominância. Índice de Pielou não mostrou significância em relação à CDC-luminosa para nenhuma das armadilhas nos dois períodos avaliados. Índices de Jaccard e Sorensen apontaram maior similaridade na composição de espécies entre a Mosquito Magnet e CDC+CO2+lurex3. Conclusões: A Mosquito Magnet Independence e CDC+CO2+Lurex3 apresentaram rendimento semelhante, nos meses mais frios e secos do ano. A utilização dessas armadilhas para a captura de determinados táxons pode ser importante ponto na estratégia de vigilância de espécies vetoras. Estudos com maior esforço amostral devem ser realizados para avaliar o rendimento das armadilhas Mosquito Magnet Independence e CDC+CO2 +lurex3 em áreas de ambiente alterado de Floresta Atlântica. (AU)

Processo FAPESP: 10/14268-7 - Amostragem de culicídeos com o emprego de armadilha mosquito magnet pró em área agrícola de Pariquera Açu,Vale do Ribeira, São Paulo, Brasil
Beneficiário:Ivy Luizi Rodrigues de Sá
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado