Busca avançada
Ano de início
Entree


Estudos visando à síntese do tripanossomicida (±)-komaroviquinona

Texto completo
Autor(es):
Rafael Fonseca Pereira
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: São Carlos.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Química de São Carlos
Data de defesa:
Membros da banca:
Antonio Carlos Bender Burtoloso; Kleber Thiago de Oliveira
Orientador: Antonio Carlos Bender Burtoloso
Resumo

A doença de Chagas é uma doença endêmica causada pelo protozoário Trypanosoma cruzi que assola cerca de 15 milhões de pessoas na América Latina. Na busca de uma alternativa mais econômica e eficiente para o tratamento desta doença, Kiushi e colaboradores isolaram da planta Darcocephalum komarovi, a komaroviquinona. Após estudos \"in vitro\" de células humanas contaminadas com tripomastigotos do Trypanosoma cruzi, a komaroviquinona mostrou ser 15 a 300 vezes mais eficiente que os tratamentos atualmente disponíveis. Mesmo com este resultado animador, pouco se tem relatado sobre a síntese da komaroviquinona, existindo apenas 4 rotas sintéticas descritas na literatura, sendo duas delas enantiosseletivas. Baseado neste fato, o presente trabalho visa estudar uma forma de se obter a komaroviquinona de forma rápida e eficaz, utilizando, para tal fim, a estratégia de abertura de epóxidos por um aril-magnésio ou aril-lítio, como etapa chave. Pretende-se com esta estratégia sintetizar a komaroviquinona em 9 etapas, partindo de reagentes disponíveis comercialmente. Cabe ressaltar que esta estratégia possibilita a síntese de outros produtos naturais como o brussonol, que apresentou citotoxidade moderada em células de ovários do inseto Spodoptera frugiperda (Sf9) e células de ovário do mamífero hamster chinês (CHO), além de atividade citotoxicológica às células P388 leucêmicas de camundongo. Alguns resultados promissores foram obtidos como a preparação \"one pote\" da cetona 2-alil-3,3-dimetil-cicloexanona com rendimento na faixa entre 54-65 % e a preparação do respectivo epóxido com rendimento de 89 %. Além destes resultados, a reação de abertura de epóxido se mostrou eficiente quando utilizados organometálicos modelo (disponíveis comercialmente), sendo que os rendimentos foram de 53 % e 62%, dependendo do reagente de Grignard utilizado. Entretanto ainda se faz necessário otimizar as condições reacionais para aplicação dos organometálicos reais, precursores da komaroviquinona e do brussonol. (AU)

Processo FAPESP: 09/03726-7 - Estudos visando a síntese do potente tripanossomicida (±)-Komaroviquinona
Beneficiário:Rafael Fonseca Pereira
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado