Busca avançada
Ano de início
Entree


Efeito da digestibilidade da fibra da cana de açúcar e do nível de concentrado sobre o desempenho de tourinhos nelore em terminação

Texto completo
Autor(es):
Bruno de Souza Mesquita
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: Pirassununga.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia
Data de defesa:
Membros da banca:
Luis Felipe Prada e Silva; Maria Lucia Pereira Lima; Angélica Simone Cravo Pereira
Orientador: Luis Felipe Prada e Silva
Resumo

A baixa digestibilidade da fibra da cana de açúcar é um dos principais fatores limitantes do desempenho animal. O objetivo desse estudo foi avaliar os efeitos da digestibilidade da fibra do colmo da cana de açúcar e do nível de concentrado sobre consumo, crescimento, características de carcaça e desempenho econômico de tourinhos Nelore em terminação. Foram utilizados quarenta e oito tourinhos Nelore (319 ± 9,2 kg de PV), distribuídos em 4 tratamentos em arranjo fatorial 2x2 seguindo delineamento de blocos ao acaso. Os tratamentos utilizados foram: cana de açúcar genótipo IAC2480 (maior digestibilidade do FDN do colmo) ou genótipo SP1049 (menor digestibilidade da FDN do colmo), fornecidas a 20 ou 40% do total de MS (quatro baias para cada tratamento). As dietas foram formuladas para prover ganhos diários de 1,2 kg/d (40% de cana de açúcar) ou 1,4 kg/d (20% de cana de açúcar), e continha cana de açúcar cortada fresca como única fonte de forragem. A cana de açúcar IAC2480 possuía 39,4% de FDN com 33,7% de digestibilidade da FDN e a cana de açúcar SP1049 possuía 42,1% de FDN com 29,6% de digestibilidade da FDN. Os bovinos foram alimentados ad libitumcom sobra de 10% em cada baia. O consumo de matéria seca foi determinado diariamente, e os animais foram pesados a cada 14 dias após 16h de jejum total. Os efeitos principais do genótipo da cana de açúcar (Cana), do nível de concentrado (Dieta) e de sua interação (Cana*Dieta), foram testados por ANOVA. Alimentação com a cana de açúcar IAC2480 aumentou o consumo de MS como porcentagem do peso vivo (2,3 vs. 2,12 ± 0,08%, P=0,002), o peso vivo final (461,8 vs. 446,7 ± 20,8kg, P=0,04) e a espessura de gordura subcutânea do músculo Logíssimus dorsi(4,57 vs. 3,12 ± 0,45mm, P<0,001). Não houve efeito do nível de concentrado ou da interação Cana*Dieta sobre essas variáveis. O desdobramento da interação mostrou que o efeito de Cana se deu somente ao nível de 80% de concentrado na dieta, sobre o ganho médio diário (1,73 vs. 1,45 ± 0,8kg/d, P<0,05), e a 60% de concentrado sobre a espessura da gordura subcutânea domúsculo Bíceps femoris(7,82 vs. 4,96 ± 0,58mm, P<0,001) para o genótipo IAC2480. Não houve efeito de Cana, Dieta e da interação Cana*Dieta sobre a conversão alimentar e sobre a área de olho de lombo do músculo Logíssimus dorsi. A utilização da cana de açúcar IAC2480 (maior digestibilidade) pode aumentar o rendimento de carcaça quente (P<0,06). A dieta com a cana IAC2480 promoveu maior lucratividade, avaliada como receita menos custo de alimentação. Conclui-se que a qualidade da fibra influencia diretamente o desempenho animal, pois o fornecimento de cana de açúcar com melhor digestibilidade da fibra aumenta o consumo de matéria seca, melhora o desempenho animal e aumenta a espessura de gordura da carcaça e a lucratividade do sistema. (AU)

Processo FAPESP: 11/04800-6 - Avaliação da importância da digestibilidade da fibra da cana-de-açúcar em dietas de novilhos em crescimento
Beneficiário:Bruno de Souza Mesquita
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado