Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

T lymphocytes and macrophages in the intestinal tissues of dogs infected with Leishmania infantum

Título (Português): Linfócitos T e macrófagos nos tecidos intestinais de cães infectados com Leishmania infantum
Texto completo
Autor(es):
Diogo Tiago da Silva ; Maria Luana Alves ; Júlio Cesar Pereira Spada ; Aline Cristine da Silva ; Rita de Cássia Viveiros da Silveira ; Trícia Maria Ferreira de Sousa Oliveira ; Wilma Aparecida Starke-Buzetti
Número total de Autores: 7
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária; v. 26, n. 2, p. 159-170, Jun. 2017.
Citações Web of Science: 1
Resumo

Abstract This study was about a semi-quantitative analysis of T lymphocytes (CD4+ and CD8+, FoxP3+ regulatory T cells), and macrophages in the gut wall of dogs naturally infected with Leishmania infantum. Thirteen dogs were divided into three groups: group 1 (G1, n=5), dogs with canine visceral leishmaniasis (CVL) and infected with L. infantum amastigotes in the intestine; group 2 (G2, n=5), dogs with CVL but without intestinal amastigotes; and group 3 (G3, n=3), uninfected dogs (control group). There was no significant difference (p ≥ 0.05) on CD4+ and Treg cell numbers among the groups, whereas the levels of CD8+ T cells and macrophages were significantly higher in dogs from G1 group than in G2 and G3 (p ≤ 0.05), especially in intestinal segments with high parasite burden. Parasite burden correlated positively with levels of CD8+ T cells and macrophages (p ≤ 0.05), but was inversely correlated to levels of CD4+ T lymphocytes and FoxP3+ Treg cells. In conclusion, in the intestine of dogs with CVL, the increase of CD8+ T cells and macrophages population associated with high parasite burdens, but no changes of CD4+ T cells and FoxP3+ Treg cells suggest a possible immunoregulation by the parasite not dependent on Treg cells. (AU)

Resumo

Resumo Este estudo foi uma análise semi-quantitativa de linfócitos T (CD4+, CD8+ e regulatórios - Treg FoxP3+) e macrófagos na parede intestinal de cães naturalmente infectados com Leishmania infantum. Treze cães foram divididos em três grupos: grupo 1 (G1, n=5) continha cães com leishmaniose visceral canina (LVC) e com amastigotas intestinais; grupo 2 (G2, n=5) continha cães com LVC, mas sem amastigotas intestinais e o grupo 3 (G3, n=3) continha cães não infectados (grupo controle). Verificou-se que não houve diferença significativa (p ≤ 0.05) no número de células CD4+ e de Treg entre os grupos, mas o número de células T CD8+ e macrófagos foi significativamente superior nos cães do grupo G1 em relação ao G2 e ao G3 (p ≤ 0,05), especialmente nos segmentos intestinais com altas cargas parasitárias. As altas cargas parasitarias correlacionaram positivamente com os números de CD8+ e macrófagos (p ≤ 0,05), mas negativamente com as células CD4+ e Treg. Em conclusão, no intestino dos cães com LVC, o aumento das populações de células T CD8+ e de macrófagos associado a altas cargas parasitárias, mas nenhuma alteração de células T CD4+ e células Treg FoxP3+ sugerem uma possível imunorregulação pelo parasita não dependente de células Treg. (AU)

Processo FAPESP: 13/13875-5 - Correlação do perfil das células granulocíticas e monocíticas no intestino de cães naturalmente infectados por Leishmania infantum
Beneficiário:Diogo Tiago da Silva
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado