Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Flora de comunidades de macroalgas lóticas de fragmentos florestais remanescentes da região noroeste do Estado de São Paulo, Brasil

Texto completo
Autor(es):
Fernanda Vital Ramos de Almeida ; Orlando Necchi Jr. ; Luis Henrique Zanini Branco
Número total de Autores: 3
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Hoehnea; v. 38, n. 4, p. 553-568, Dez. 2011.
Resumo

Foram amostrados 17 riachos, em 12 fragmentos durante a estação seca (junho a agosto de 2007 e de 2008). Foram identificadas 16 espécies de macroalgas, pertencentes a 14 gêneros. Cyanophyta e Chlorophyta foram os grupos mais representativos (44 e 38%, respectivamente), seguidos por Rhodophyta (12%) e Heterokontophyta (6%). O número global de espécies foi baixo, fato atribuído à predominância de substrato areno-argiloso (65%) e de trechos sombreados (53%). A maioria das espécies (69%) ocorreu exclusivamente em um único riacho, padrão frequentemente observado para macroalgas lóticas. Vaucheria pseudogeminata foi reportada pela primeira vez para o Brasil e Trichocoleus sociatus para a região noroeste do Estado de São Paulo. Comparando a flora de macroalgas encontrada com aquelas de outras regiões/biomas do Estado de São Paulo, notou-se maior semelhança com Floresta Tropical (56% espécies em comum), conforme esperado, por ser o bioma mais próximo e composto também por Floresta Estacional Semidecidual. (AU)

Processo FAPESP: 07/05919-1 - Flora e distribuição ecológica de comunidades de macroalgas lóticas de fragmentos florestais da região noroeste do Estado de São Paulo
Beneficiário:Fernanda Vital Ramos de Almeida
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado