Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do tratamento com eugenol e deidrodieugenol isolados de Nectandra leucantha (Lauraceae) em modelos experimentais de doenças pulmonares agudas e crônicas

Processo: 18/06088-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2018 - 30 de junho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Carla Máximo Prado
Beneficiário:Carla Máximo Prado
Instituição-sede: Instituto de Saúde e Sociedade (ISS). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Baixada Santista. Santos , SP, Brasil
Pesq. associados:Clarice Rosa Olivo ; Iolanda de Fátima Lopes Calvo Tibério ; João Henrique Ghilardi Lago ; Lidio Gonçalves Lima Neto ; Wothan Tavares de Lima
Assunto(s):Asma  Enfisema pulmonar  Pneumonia 

Resumo

Segundo dados do DATASUS, as doenças respiratórias, que incluem asma, enfisema, pneumonia, bronquite e bronquiolite levaram a mais de 135 mil óbitos em 2017. A Síndrome do desconforto respiratório agudo (SDRA) acomete de 2% a 26% de todos pacientes em ventilação mecânica internados em centros de tratamento intensivos, é caracterizada por uma resposta inflamatória pulmonar difusa que provoca lesão pulmonar aguda (LPA) decorrente da ativação de agentes pró-inflamatórios e oxidantes oriundos de diversas causas, e tem mortalidade em torno de 40% a despeito dos estudos com novas estratégias terapêuticas e ventilatórias. A asma brônquica, uma doença alérgica crônica caracterizada por hiperresponsividade brônquica, inflamação crônica principalmente com um perfil de resposta desviado para Th2 e remodelamento brônquico com prejuízo da função, ainda tem morbidade bastante elevada. Ainda, uma parcela dos pacientes apresentam diferentes fenótipos que não respondem a tratamento convencional. O enfisema pulmonar, que acomete principalmente indivíduos fumantes, é a quarta causa de morte no mundo, e tem como característica a destruição do tecido pulmonar por ação de proteases e de oxidantes levando a piora progressiva da função pulmonar, que, na sua grande maioria, não é reversível com os tratamentos convencionais. Em comum, estas doenças têm, além da inflamação pulmonar, a participação do estresse oxidativo na sua fisiopatologia e a falta de um tratamento específico e eficaz para todos os pacientes. Nosso grupo tem buscado novas estratégias terapêuticas para estas doenças e principalmente entender mecanismos fisiopatológicos e também de ação de novos compostos com potencial terapêutico. Neste sentido, o eugenol é uma substância com efeitos anti-inflamatórios e antioxidantes já conhecidos, porém ainda controversos, enquanto sua forma dimerizada (deidrodieugenol), isolado da espécie vegetal Nectandra leucantha (Lauraceae), poderia ter um efeito mais intenso na redução da inflamação e menos tóxico. Objetivo: Avaliar os efeitos do tratamento com eugenol e seu dímero (deidrodieugenol) nas alterações de função pulmonar e histopatológicas, caracterizando possíveis mecanismos de ação em modelos de doenças inflamatórias pulmonares (modelo de lesão pulmonar aguda, de asma experimental com fenótipo eosinofílico e com fenótipo neutrofílico e enfisema pulmonar). Metodologia: Camundongos serão submetidos ao protocolo de instilação de LPS para indução de LPA, de elastase para indução de enfisema e de ovoalbumina para indução de dois modelos distintos de asma. Estes animais serão tratados com eugenol e deidrodieugenol de acordo com cada protocolo. Serão realizados alguns grupos que receberão dexametasona como controle positivo de tratamento recomendado para algumas destas doenças. Em todos os subprojetos serão avaliados a mecânica do sistema respiratório, a inflamação pulmonar por intermédio do lavado broncoalveolar, da dosagem de citocinas pró-inflamatórias; o remodelamento da matriz extracelular, o estresse oxidativo e possíveis vias de sinalização como NF-kB, MAP quinase, JAK-STAT-SOCS e componentes do sistema colinérgico anti-inflamatório. Alguns experimentos in vitro em cultura de célula serão realizados para avaliação de citotoxicidade e capacidade antioxidante dos compostos. Também será realizada análise histopatológica do fígado dos animais para avaliação de toxicidade. A análise estatística será realizada por meio do programa SigmaStat e os testes serão posteriormente selecionados. Devido a constante busca por uma medida terapêutica efetiva no tratamento das doenças respiratórias e o conhecido efeito anti-inflamatório e antioxidante do eugenol e de seu dímero, espera-se que os animais tratados com o deidrodieugenol apresentem melhora da resposta inflamatória e da função pulmonar e redução do estresse oxidativo induzida nestes modelos de doenças pulmonares. Adicionalmente, será possível entender alguns dos mecanismos de ação destes compostos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SANTANA, FERNANDA P. R.; DA SILVA, RAFAEL C.; GRECCO, SIMONE DOS S.; PINHEIRO, ARUANA J. M. C. R.; CAPERUTO, LUCIANA C.; ARANTES-COSTA, FERNANDA M.; CLAUDIO, SAMUEL R.; YOSHIZAKI, KELLY; MACCHIONE, MARIANGELA; RIBEIRO, DANIEL A.; TIBERIO, IOLANDA F. L. C.; LIMA-NETO, LIDIO G.; LAGO, JOAO H. G.; PRADO, CARLA M. Inhibition of MAPK and STAT3-SOCS3 by Sakuranetin Attenuated Chronic Allergic Airway Inflammation in Mice. Mediators of Inflammation, v. 2019, SEP 3 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.