Busca avançada
Ano de início
Entree

EMU concedido no processo 15/19316-3: citômetro

Processo: 18/12589-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa Equipamentos Multiusuários
Vigência: 01 de agosto de 2018 - 31 de julho de 2025
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Protozoologia de Parasitos
Pesquisador responsável:Mauro Ferreira de Azevedo
Beneficiário:Mauro Ferreira de Azevedo
Instituição-sede: Instituto de Saúde e Sociedade (ISS). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Baixada Santista. Santos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/19316-3 - Mecanismos de egresso em P. falciparum: identificação de novos alvos terapêuticos, AP.JP
Assunto(s):Fluorescência  Citometria de fluxo  Malária  Saúde pública  Equipamentos multiusuários 
As informações de acesso ao Equipamento Multiusuário são de responsabilidade do Pesquisador responsável
Página web do EMU:https://www.unifesp.br/campus/san7/pesquisa/equipamentos-
Tipo de equipamento:Processos Biológicos - Caracterização - Contagem células (inclui citômetros)
Fabricante: Merck
Modelo: Guava easyCyte 5 System

Resumo

A malária é um problema de saúde pública no Brasil e no mundo. O sequenciamento dos genomas de várias espécies do seu agente causador, um protozoário do gênero Plasmodium, seguido de estudos de larga escala como transcriptomas e proteomas, tem permitido uma maior compreensão sobre a biologia do parasita e sua interação com o hospedeiro. Em paralelo, milhares de compostos têm sido testados, sendo encontrados alguns com efeito significativo sobre o desenvolvimento e/ou proliferação do parasita em culturas de células in vitro. A genética reversa tem permitido determinar quais genes codificam proteínas essenciais a determinadas fases do ciclo de vida do parasita e eventualmente compreender sua função. De forma complementar, linhagens de parasitas transgênicos podem ser utilizados para identificar compostos com atividades antiparasitária e eventualmente fornecer indícios sobre seus alvos. Neste projeto, serão utilizadas linhagens nocaute condicional para as quinases PKG e CDPK5, que também expressam o gene repórter que codifica a Nano-Luciferase (Nluc) secretado para o vacúolo parasitoforo ou exportado para o citosol do eritrócito, para elucidar o papel das quinases no egresso do parasita da hemácia infectada e na identificação de outras moléculas envolvidas. Será testado o efeito de novos compostos com atividade antiparasitária sobre algumas funções celulares essenciais como transporte de proteínas, saída e entrada na célula hospedeira, entre outros. Além disso, serão investigadas metodologias que visem ao aprimoramento da tecnologia para expressão gênica condicional e o uso de linhagens transgênicas bioluminescentes para a identificação do alvo de novos antimaláricos. (AU)