Busca avançada
Ano de início
Entree

Equilibrando a conservação da biodiversidade com o desenvolvimento nas áreas alagáveis amazônicas

Processo: 18/12083-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2019 - 31 de janeiro de 2022
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Convênio/Acordo: Belmont Forum
Pesquisador responsável:Evlyn Márcia Leão de Moraes Novo
Beneficiário:Evlyn Márcia Leão de Moraes Novo
Pesq. responsável no exterior: Marie-paule Marguerite Renee Bonnet da Fonseca
Instituição no exterior: Institute de Recherche pour le Développement (IRD), França
Instituição-sede: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). São José dos Campos, SP, Brasil
Pesq. associados:Cláudio Clemente Faria Barbosa ; Daniel Schaffer Ferreira Jorge ; Felipe de Lucia Lobo ; Gilberto Ribeiro de Queiroz ; Lino Augusto Sander de Carvalho
Assunto(s):Sensoriamento remoto 

Resumo

As ameaças à integridade de um bioma tão biodiverso quanto o representadospelos habitats das planície de inundação dos rios Amazônicos envolvem desde a construção de barragens até a maior frequencia de eventos extremos associados às mudanças climáticas da Amazônia. Os sinais de degradação da biodiversidade são cada vez mais intensos, mas até o momento pouca atenção tem sido dada a esses ambientes críticos. Com base em décadas de pesquisas focadas na planície de inundação na Amazônia por membros do consórcio, o projeto busca melhora a caracterização dos habitats da planície de inundação e da dinâmica de inundação da Amazônia, de modo a 1) ampliar os conjunto de base de dados existentes sobre peixes , floresta de várzea e biodiversidade de fitoplâncton, 2) avaliar o potencial impactos deforçantes regionais, como clima, mudanças no uso da terra e barragens sobre os habitats de várzea; e 3) envolver em escala local e regional um grande conjunto de interessados na busca de estratégias sustentáveis para a preservação de áreas inundáveis. Os cenários produzidos em ambas as escalas serão comparados em termos de conservação de áreas inundáveis e de descritores de biodiversidade, incluindo o indicador do documento Variáveis Essenciais da Biodiversidade e Metas de Desenvolvimento Sustentável. Nossa estrutura de estudo enfocando as várzeas dos principais rios Amazonas (Brasil e Colômbia) e rio Juruá (Brasil) permite a comparação entre áreas de várzeas contrastantes em termos de geomorfologia da planície, histórico de uso e manejo do solo, pressão comercial e densidade da população humana . Aspectos inovadores do nosso trabalho incluem: 1) testar uma abordagem baseada em sensoriamento remoto para mapear a biodiversidade do fitoplâncton em lagos de várzea; 2) usar novos dados de satélite para aumentar consideravelmente a resolução espaço-temporal dos mapas de hábitat e de inundação da planície de inundação; 3) usar eDNA para examinar a distribuição e abundância relativa de fitoplâncton, zooplâncton e peixes em lagos de várzea; 4) modelar padrões de alimentação em peixes Levy-flight através de uma rede de lagoas marginais; e 5)usar modelos participativos (nested-scale-agent-base) desenvolver cenários de atuação para a preservação da biodiversidade. O trabalho proposto expandirá enormemente as informações disponíveis para a tomada de decisões para apoiar a vasta biodiversidade e extensos serviços ecossistêmicos fornecidos pelas várzeas da Amazônia. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Pós-doutorado em biodiversidade e serviços ecossistêmicos com bolsa da FAPESP 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.