Busca avançada
Ano de início
Entree

Lianas: abordagem integrativa sob a perspectiva anatômica

Processo: 18/06917-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2020 - 28 de fevereiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Morfologia Vegetal
Pesquisador responsável:Veronica Angyalossy
Beneficiário:Veronica Angyalossy
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Anselmo Nogueira ; Maria Magdalena Rossi ; Sónia Cristina da Silva Andrade
Assunto(s):Anatomia vegetal  Anatomia  Expressão gênica 

Resumo

As lianas são um componente da biota muito expressivo na flora dos trópicos, podendo até mesmo ser majoritárias em riqueza de espécies e biomassa. Apesar de sua importância, são ainda pouco entendidas pela ciência Botânica e, muitas vezes, são vistas como um elemento perturbador ou acessório nas florestas. Esta equipe vê as lianas como um importante componente da comunidade florestal, e destaca questões de alta relevância científica ainda por resolver: 1. Quais os mecanismos gênicos que regulam a parada da formação do xilema autossuportante e o início da formação da síndrome vascular lianescente; 2. Como as distintas arquiteturas anatômicas das lianas estão relacionadas com a biomecânica e condutividade hídrica do sistema vascular; 3. Como a dinâmica de crescimento das lianas pode ser modelado por seus aspectos funcionais; 4. Qual o impacto de quedas de lianas do dossel sobre a sua mortalidade, regeneração (capacidade de rebrote) e sua relação com atributos anatômicos. Consideradas essas questões, o presente projeto propõe uma abordagem ao mesmo tempo ampla e detalhada, para preencher numerosas lacunas na biologia das lianas, com o estudo de 16 espécies englobando as famílias Bignoniaceae e Leguminosae. Isso será feito com duas escalas de abordagem: uma que possui um escopo global, como o entendimento dos aspectos funcionais e biomecânicos do sistema vascular relacionados com sua anatomia lianescente e sua dinâmica de crescimento. Em uma segunda escala, será utilizada uma espécie modelo (Bignonia magnifica, Bignoniaceae) para explorar conhecimentos inovadores na regulação gênica da formação da síndrome vascular lianescente de seu xilema. O resultado final será a geração e disponibilização de um corpo robusto e integrado de conhecimentos para a comunidade acadêmica e público em geral, envolvendo aspectos gênicos, anatômicos e ecofuncionais. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Exposição digital mostra estruturas internas de cipós