Busca avançada
Ano de início
Entree

Bactérias endofíticas associadas à Phytophthora spp. em citros e mandioca: diversidade e controle biológico

Processo: 22/10196-9
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2023 - 28 de fevereiro de 2025
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Convênio/Acordo: CONFAP - Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa
Pesquisador responsável:Welington Luiz de Araújo
Beneficiário:Welington Luiz de Araújo
Instituição Sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):23/03459-6 - Organização de uma coleção de culturas de micro-organismos de mandioca e citros, BP.TT
Assunto(s):Microbiologia aplicada  Anti-infecciosos  Controle biológico  Biodiversidade  Diversidade microbiana  Metagenômica  Micro-organismos endofíticos  Phytophthora  Citrus  Mandioca 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Antimicrobianos | biocontrole | diversidade microbiana | metagenômica | Microbiologia aplicada

Resumo

O gênero Phytophthora é um dos mais importantes entre os oomicetos fitopatogênicos, podendo infectar um grande número de espécies cultivadas de importância socio-econômica para a população mundial, assim como muitas plantas não cultivadas. Neste contexto, é relevante identificar a diversidade e variabilidade genética deste fitopatógenos isolado de diferentes plantas hospedeiras (em especial citros e mandioca) e avaliar estratégias sustentáveis de controle deste fitopatógeno. Assim, considerando a interação entre a comunidade endofítica (em especial Burkholderia spp. e Methylobacterium spp.) com a planta hospedeira, e com patógenos associados, é possível identificar padrões desta comunidade que estejam associados à maior susceptibilidade da planta aos patógenos bem como identificar potenciais micro-organismos com potencial para o controle biológico. Dessa forma, na presente proposta o microbioma associado aos caules de citros e raízes de mandioca será caracterizado por métodos independentes de cultivo (diversidade taxonômica e funcional) e capacidade de Burkholderia spp. e Methylobacterium spp. em produzir compostos de interesse biotecnológico e inibir Phytophthora spp. será avaliada. Para isso, amostras de citros (especialmente no estado de São Paulo) e mandioca (especialmente no estado do Pará) serão coletadas de áreas com a presença ou não de gomose (citros) ou podridão radicular (mandioca) e a diversidade microbiana associada às plantas será avaliada. Além disso, isolados de Phytophthora spp. serão obtidos destas plantas e a diversidade e variabilidade genética avaliada por métodos moleculares, permitindo comparar a variação genética destes isolados obtidos nos dois estados e das duas espécies vegetais. A presente proposta visa alcançar um resultado ainda não descrito na literatura brasileira, descrevendo o microbioma de citros e mandioca e a sua interação com Phytophthora spp., além de permitir avaliar o risco de infecção cruzada de mandioca para citros e vice-versa e propor modelos de controle biológico deste fitopatógeno. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)